conecte-se conosco


ITURAMA E REGIÃO

Gaeco faz operação no Triângulo e Sul de Minas em combate a crimes contra o patrimônio

Publicado em

ITURAMA E REGIÃO

Sete pessoas foram presas durante a Operação “Menina Veneno”, deflagrada na manhã desta quinta-feira (4) contra uma organização criminosa que atuava em cidades do Triângulo Mineiro e Sul de Minas.

Os mandados de prisão foram cumpridos em Uberlândia, Iturama e Itajubá, pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Uberaba.

Segundo o promotor José Cícero Barbosa da Silva Júnior, entre os presos estão uma advogada, um empresário (marido dela), agentes públicos e ladrões da cidade de Iturama.

“A advogada criminalista e o marido dela exigiam dinheiro das vítimas de furto e roubo de produtos agrícolas para restituir os materiais levados. Apuramos que agentes públicos ganhavam propina para encontrar os ladrões e os materiais. Ela tinha acesso informações privilegiadas”, explicou o coordenador do Gaeco.

Além das prisões preventivas, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão. Também participaram da operação policiais militares e civis das cidades envolvidas.

Investigação

As investigações duraram cinco meses com objetivo de combater a organização criminosa especializada em crimes contra o patrimônio, como furto, extorsão, corrupção ativa, passiva, prevaricação e violação de sigilo.

Leia mais:  Vereador quer velório virtual pra mortes por Covid em Votuporanga

Conforme o Gaeco, em abril de 2019, criminosos roubaram defensivos agrícolas avaliados em R$ 200 mil em uma propriedade rural localizada na região de União de Minas.

Logo após o crime, a advogada passava a contactar e a extorquir as vítimas de furtos e roubos dos defensivos agrícolas, bem como os criminosos, oferecendo auxílio para recuperar as mercadorias mediante vantagem financeira – modalidade de extorsão conhecida popularmente como “resgate”.

Para sucesso na ação, a suspeita obtinha a localização dos criminosos por meio de informações confidenciais repassadas por agente públicos, sempre mediante propina.

A partir daí, “em esquema requintado de corrupção, violação de sigilos profissionais e aliciamento da investigação criminal, agentes públicos passavam a identificar, contactar e pressionar os criminosos, fazendo com que tais entregassem os produtos subtraídos em troca de vantagem financeira”.

Ainda conforme o Gaeco, o empresário participava ativamente do esquema de cobranças monetárias das vítimas dos crimes nas propriedades rurais da região.

Força-tarefa

Promotores de Justiça do Gaeco Uberaba e de Iturama, cinco delegados, 27 policiais civis, um policial penal, agentes do Gaeco, 20 militares e dois servidores do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) participaram da operação.

Leia mais:  Iturama: Tiro de Guerra mais próximo de ser instalado

Por: G1

Comentários Facebook
Propaganda

ITURAMA E REGIÃO

Inscrições para Cavalgada de Iturama 2022 se Inicia na Segunda-feira

Publicados

em

A partir do dia 06/06 estarão abertas as inscrições para a 9ª Edição da Cavalgada de Iturama, com intuito de resgatar tradição e preservar a memória Cultural do município, e também prestar uma homenagem aos saudosos irmãos, Leovagner e Gilvan.

O evento será realizado no dia 3 de Julho de 2022 (Domingo), à partir das 09h, com a saída da Fazenda do Tião Tiago na Tronqueira, em sentido ao estacionamento do parque de exposição, com previsão de chegada para as 13h.

Será oferecido aos participantes, café da manhã no local de saída e almoço no ponto de chegada.

Lembrando que as inscrições para as comitivas estarão abertas dia 06/06.

 

Para confirmar a presença, os interessados devem realizar a inscrição presencialmente, ou leva-la na sede da Secretaria de Cultura.

Comentários Facebook
Leia mais:  Previsão aponta chuvas fortes no Sudeste e Centro Oeste; Marinha alerta para ciclone subtropical
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana