conecte-se conosco


POLÍTICA

Foto que indicava acesso à casa de Bolsonaro é encontrada no celular de Lessa

Publicado em

POLÍTICA

source
Ronnie Lessa arrow-options
Reprodução/TV Globo

Esposa de Ronnie Lessa teria enviado imagem com planilha de acesso à casa de Bolsonaro.

A nutricionista Elaine Lessa, esposa do ex-policial Ronnie Lessa , acusado de matar a ex-vereadora Marielle Franco , enviou uma foto de uma planilha escrita à mão pelo porteiro do condomínio em que o presidente Jair Bolsonaro mora.

O ex-militar Elcio Queiroz teria acessado o local com permissão de Bolsonaro. O envio ocorreu no dia 22 de janeiro e dias após, Lessa e Queiroz prestaram depoimentos na Delegacia de Homicídios sobre o assassinato de Marielle

Leia mais: Perícia que contradisse porteiro de condomínio de Bolsonaro tem lacunas

A Folha de São Paulo informou nesta quinta-feira (31) que a planilha veio a ser alvo da investigação em outubro, quando peritos acessaram dados do celular de Lessa .

O advogado que defende Elaine Lessa, Fernando Santana, disse que a cliente não chegou a ser questionada sobre a mensagem por promotores que investigam o caso. A defesa também disse que a foto não foi enviada para Lessa.

Leia mais:  No Twitter, Doria e Witzel reagem à pronunciamento de Bolsonaro

No dia 4 de outubro, Lessa confirmou ter se encontrado com Élcio em sua casa. Com base nos indícios, a polícia realizou a busca e apreensão no dia 5 de outubro, quando a planilha teria sido apreendida. 

Leia também: Entenda a investigação dos acessos ao condomínio do acusado de matar Marielle

O síndico do condomínio Vivendas da Barra entregou no dia 7 de outubro arquivos com gravações do interfone da portaria de janeiro a março de 2018 para a Polícia Civil.

O porteiro também teria prestado depoimento e afirmado que Élcio foi autorizado a entrar por uma pessoa da casa 58, com voz de jair Bolsonaro, que se identificou como “Seu Jair”, segundo informações da Revista Fórum. 

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Queiroga deve ser o primeiro ouvido pela CPI da Covid, diz senador

Publicados

em

Por

source
Senador Humberto Costa (PT-PE)
Agência Brasil

Senador Humberto Costa (PT-PE)

Humberto Costa (PT-PE), um dos senadores indicados para compor a CPI da Covid, disse em entrevista à CNN Brasil que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve ser o primeiro convidado a prestar esclarecimentos sobre as ações do governo federal durante a pandemia. 

Segundo o senador da oposição, a escolha pelo atual titular da Saúde se dá pelo motivo de que a CPI, em um primeiro momento, deve buscar respostas sobre as medidas de combate à Covid-19 que devem ser adotadas imediatamente.

“Acho que o primeiro convidado deve ser o próprio ministro da Saúde, para que ele possa nos dizer o que o governo pretende fazer daqui para frente para o controle da pandemia, como eles estão enfrentando e procurando resolver os problemas emergenciais, como a escassez de vacinas, como a crise de abastecimento de medicamentos para procedimentos complexos como as entubações. A CPI tem que exercer o papel de investigar, mas também exercer o papel para que o governo cumpra a sua missão, e nós vamos cobrar”, afirmou o senador, que foi ministro da Saúde por pouco mais de dois anos durante o primeiro mandato do governo Lula.

Leia mais:  STJ diz que foi alvo de ataque hacker e suspende julgamentos

O senador disse que a CPI deve começar o “mais urgente possível” e que a agilidade para o início dos trabalhos deveria ser um interesse também do governo federal, já que a investigação pode se alongar até próximo das eleições de 2022.

“Defendo que a CPI comece de imediato, temos que apresentar a proposta de um funcionamento misto, ouvir pessoas, fazer reuniões onde tenhamos um debate mais conceitual, ouvindo cientistas e professores, pode ser feito de forma remota. As audiências onde vamos escutar testemunhas e debater quebra de sigilos ou acesso a documentos sigilosos, essa podemos fazer de modo presencial ou semi presencial, um pouco mais para frente, dentro de 1 mês e meio, quando melhorar a situação da pandemia”, afirmou Costa. 

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana