conecte-se conosco


POLÍTICA

Flávio Bolsonaro pede expulsão de presidente da OAB ao Tribunal de Ética

Publicado

source
Flávio Bolsonaro pede expulsão de presidente da OAB ao Tribunal de Ética
Agência Senado

Flávio Bolsonaro pede expulsão de presidente da OAB ao Tribunal de Ética

A defesa do senador Flávio Bolsonaro fez, nesta quinta-feira (11), uma representação contra o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, no Tribunal de Ética e Disciplina da entidade. A ação pede a ‘exclusão’ de Santa Cruz dos quadros da OAB. A informação foi publicada pela colunista Bela Megale, do jornal o ‘O Globo’.

A representação contra o presidente da OAB foi encabeçada pela advogada de Flávio, chamada Luciana Pires, que argumenta a ação com base em uma frase que o líder da OAB já disse.

“Não há qualquer chance de essa advogada de porta de cadeia entrar em uma lista da OAB. Gente desqualificada não entra na lista”. A frase dita à colunista do jornal ‘Extra’, Berenice Seara, se referia à indicação que a Ordem fará para uma vaga no Tribunal de Justiça do Rio.

A declaração de Santa Cruz causou muita repercussão dentro do staff de Flávio. Na representação ao Tribunal de Ética, a advogada pede ainda que Santa Cruz pague uma multa pela ofensa.

Luciana Pires já ajuizou uma ação civil por danos morais contra Santa Cruz em que pede o pagamento de R$ 100 mil em indenização. Ela também entrou com um pedido de investigação contra ele na Delegacia da Mulher.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Qualquer coisa considerada válida contra a covid-19 deve ser usada, diz Mourão

Publicado

por

source
Vice-presidente Hamilton Mourão
O Antagonista

Vice-presidente Hamilton Mourão

Na manhã desta quarta-feira (03), o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), disse que “qualquer coisa” considerava válida contra o novo coronavírus, deve ser usada. Ele havia sido questionado sobre a possibilidade de importação do spray nasal de Israel . As informações foram apuradas pelo Metrópoles. 

“A medicina brasileira conseguiu desenvolver uma série de procedimentos – e aí vai de acordo com cada profissional de saúde – que permite que hoje, 97,5% das pessoas que são infectadas não tenham problema nenhum e se curem da doença. Qualquer outra coisa que for válida, comprovadamente, pode ser utilizada”, declarou. 

O presidente Jair Bolsonaro , desde de o início do mês de fevereiro, vem afirmando que mandaria uma comitiva até Israel e m busca da medicação que ainda se apresenta na fase de testes . Na terça-feira (02), Bolsonaro confirmou que no próximo sábado (06), uma comitiva brasileira chefiada pelo chanceler brasileiro Ernesto Araújo, será enviada. 

“Decisão é decisão, não compete a mim analisar. Vamos lembrar o seguinte: a vacina é o último remédio que nós temos, aquele que vai realmente impedir que a pessoa mesmo sendo contaminada entre numa situação crítica que pode levar ao óbito”, afirmou Mourão em relação a decisão de enviar a comitiva a Israel. 

Leia mais:  Líder do PT foi o parlamentar que mais gastou verba do Senado em 2019

Na última sexta-feira (26), o ministro da Saúde de Israel, Yuli Edelstein, declarou que 50% da população do país já recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19 e que 35% desse número, já foi vacinado com a segunda dose do imunizante, ou seja, menos 95,8% de risco da população israelense se contaminar com a covid-19. 

O spray nasal ressaltado pelos políticos ainda está na fase de avaliação e foi testado somente em 30 pessoas. Os pesquisadores contam que os testes foram realizados entre pessoas de 18 a 85 anos, mas não deixam explícito a idade dos participantes do experimento. 

Segundo o governo israelense, o spray deve ser inalado uma vez durante o dia, levando alguns minutos, pelo período de cinco dias, para os pacientes que recebem tratamento em hospitais para a infecção. Ele é focado para o tratamento dos pulmões. Caso ele seja autorizado e trazido para o Brasil, deverá passar pela aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa ).  

Leia mais:  Juiz valida delação de hacker suspeito de invadir celular de Moro

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana