conecte-se conosco


POLÍTICA

Filho de Bolsonaro cospe no rosto da mãe, que justifica: “brincadeira”; assista

Publicado em

POLÍTICA

source
O vídeo foi publicado pelo filho de Bolsonaro e teve grande repercussão nas redes sociais
Reprodução

O vídeo foi publicado pelo filho de Bolsonaro e teve grande repercussão nas redes sociais

O “filho 04” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Renan Bolsonaro , publicou um vídeo em seu perfil das redes sociais em que aparece cuspindo água no rosto da própria mãe, Ana Cristina Siqueira Valle, nesta segunda-feira (5). As imagens circulam pela internet e tiveram repercussão negativa entre os usuários, que criticaram a postura de Renan .

De acordo com eles, o vídeo fazia parte de uma brincadeira, na qual o filho do presidente pedia para que a mulher imitasse o som dos animais. No momento em que Renan pediu para a mãe reproduzir o som das baleias, ele cuspiu a água do copo que segurava no rosto dela, que reagiu com xingamentos.

Depois da repercussão negativa, Renan e a sua mãe publicaram outra gravação tentando explicar a “brincadeira”. “Mãe, eu cuspi na sua cara?”, pergunta ele, e Ana Cristina responde: “Não, ele não cuspiu na minha cara. Ele fez uma brincadeira como tantos filhos devem fazer com as suas mães, né?”.

“A mídia pega, porque ele tá brincando e faz disso como se fosse uma ofensa, como se tivesse me desrespeitado e cuspido na minha cara. Não foi isso que aconteceu. Quem viu sabe, achou graça, eu também achei graça. Na hora fiquei brava, dei uns tapas, não foi? Mas tá tudo bem, não era pra acontecer isso que tá acontecendo hoje na mídia de falar que ele cuspiu na minha cara. Meu filho me respeita muito”, acrescentou. Depois, no vídeo, Renan se desculpa e ‘pede a benção’ da mãe.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Kássio Nunes é sorteado relator de pedido para agilizar impeachment de Moraes

Publicados

em

Por

source
Ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF)
Fellipe Sampaio/SCO/STF

Ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF)

O ministro Kássio Nunes , do STF (Supremo Tribunal Federal), foi sorteado  como o relator de um mandado de segurança protocolado nesta segunda-feira (12) que quer agilizar o pedido de impeachment de Alexandre de Moraes . O mandado é de autoria do senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), que também foi o responsável por pedir o afastamento do ministro.

Neste final de semana, Kajuru divulgou conversa com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que foi gravada pelo parlamentar, na qual eles discutem a instalação da CPI da pandemia no Senado após determinação de Luís Roberto Barroso.

Na ligação, Bolsonaro também faz cobranças para pedidos de impeachment contra ministros do STF. O senador lembra, então, que já havia apresentado um pedido de afastamento contra Moraes.

“Vamos lá, Kajuru, coisa importante aqui: a gente tem que fazer do limão uma limonada. Por enquanto, o que está aí é um limão, e tá para sair uma limonada. Acho que você já fez alguma coisa. Tem que peticionar o Supremo e colocar em pauta o impeachment [dos ministros] também”, afirmou Bolsonaro.

Leia mais:  Bolsonaro revoga portarias sobre controle e rastreamento de armas e munições

Ao ouvir o comentário, Kajuru respondeu que “o [pedido de impeachment] do Alexandre de Moraes meu já está lá engavetado pelo [Rodrigo] Pacheco [(DEM-MG), presidente do Senado], só falta ele liberar, correto?”.

O pedido de impeachment de Moraes foi enviado por Kajuru a Rodrigo Pacheco em 23 de fevereiro. No documento, o senador acusa o ministro de ter cometido crime de responsabilidade. Ele ainda faz críticas ao chamado inquérito das fake news, que apura ataques e divulgação de notícias falsas sobre membros do STF.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana