conecte-se conosco

Entretenimento

Felipe Neto processa Antônia Fontenelle após ofensa: “Câncer da intenet”

Publicado

source

Felipe Neto abriu mais uma ação judicial após ser alvo de novos ataques da youtuber Antônia Fontenelle. Desta vez, o influenciador resolveu agir novamente após Antônia o chamar publicamente, através de suas redes sociais, de “canalha”, “câncer da internet” e afirmar que ele teria ensinado crianças a utilizarem a chamada “Deepweb”, que são os sites obscuros e proibidos da internet. Por lá, há o estímulo de crimes como pedofilia e homicídios. Na ‘Deepweb’ circulam todos os tipos de criminosos.

Antônia Fontenelle e Felipe Neto
Reprodução

Antônia Fontenelle e Felipe Neto


Neste novo processo, a defesa de Felipe Neto pede, em caráter urgente, a retirada da publicação ofensiva do ar, no prazo de uma hora, a contar da data e hora da intimação de Antônia sobre a ação, sob pena de R$ 1 mil por hora, em caso de descumprimento. Neste mesmo processo, que foi distribuído no último dia 8, os advogados do youtuber pedem a condenação de Antônia ao pagamento de danos morais no valor de R$ 100 mil.


O juiz acolheu parcialmente o pedido de Felipe Neto. Ele determinou que Antônia cumpra a obrigação de apagar da legenda de sua publicação do último dia 7, as palavras ‘canalha’ e ‘câncer da internet’ no prazo de 24 horas, sob pena de pagamento de multa única de R$ R$ 50 mil.

Felipe Neto já move outros dois processos contra Antônia Fontenelle, sendo um junto com seu irmão Luccas Neto, após a ex-mulher de Marcos Paulo ter associado as imagens dos irmãos ao crime de pedofilia. Na segunda ação, Felipe, sozinho, aciona Fontenelle criminalmente por injúria.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Jornalista Matheus Ribeiro leva soco ao reagir a roubo: “Não fiz o correto”

Publicado

por

source
Matheus Ribeiro
Reprodução Twitter

Matheus Ribeiro

Matheus Ribeiro, repórter da Record TV em Brasília, levou um soco no rosto após reagir a uma tentativa de assalto. Em seu perfil no Twitter, neste domingo (09), ele relatou que estava praticando exercícios à noite quando foi surpreendido por alguém tentando subtrair seu aparelho celular.

Mesmo conseguindo ficar com o aparelho, Matheus Ribeiro  assumiu que a ação não foi “correta”. “Nem sei quantas vezes já falei no jornal: ‘Se for vítima de assalto, não reaja, valorize sua vida, não corra risco’. Mas casa de ferreiro, espeto de pau. Correndo na rua, à noitinha, ouvindo música. O sujeito passa por mim, vê o celular no braço, fica interessado, mas nem tenta negociar. Volta, puxa a capa, mas não consegue tirar”, contou repórter da Record TV .

“Quando viro para desejar boa noite, o grosseiro me dá um soco. Tive de deixar os bons modos de lado para demovê-lo da ideia inicial, já que as ameaças de tirar uma faca ou arma da camisa eram só delírio da cabeça dele. Sei que não fiz o correto e que esse comportamento me colocou em uma situação ainda mais arriscada”, completou o jornalista.

Leia mais:  Valesca Popozuda posa nua

“Será um sinal para continuar dando um tempo da vida fitness? Devo solicitar escolta profissional ao Yuri Piazzarollo? Será que a Record TV Brasília me deixa apresentar de tapa olho?”, brincou sobre a situação.

Matheus foi contratado pela Record em abril, para apresentar o “DF Record”, após deixar a Globo . O jornalista ganhou destaque por ser o primeiro gay a apresentar o “Jornal Nacional”.



Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana