conecte-se conosco


CIÊNCIA E SAÚDE

Falta de material para coleta de amostras impede ampliação de testes de Covid-19, em Minas

Publicado em

CIÊNCIA E SAÚDE

A falta do swab rayon, uma espécie de haste flexível estéril utilizada na coleta de amostras para exames do novo coronavírus, é apontada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) como uma das explicações para o número baixo de testes de Covid-19 executados em Minas Gerais.

Minas é o penúltimo estado do Brasil em número de exames realizados a cada 100 mil habitantes. Fica à frente apenas do Rio de Janeiro. Um levantamento feito pelo G1 com as Secretarias de Estado de Saúde mostra que, a cada 100 mil mineiros, 78 foram testados. No estado vizinho, foram 75 a cada 100 mil.

De acordo com a SES-MG, só fazem exames pacientes hospitalizados com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), óbitos suspeitos, profissionais de saúde e da segurança pública com sintomas, além de presos e jovens que cumprem medidas sócio-educativas.

No estado, os exames de Covid-19 pelo SUS são analisados pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) e outras sete instituições, que foram credenciadas para ampliar a capacidade de testes para 2 mil análises por dia. Mas, segundo a Funed, este limite não é atingido porque não existe demanda.

Leia mais:  A cada 11 minutos, um profissional de enfermagem que trabalha no tratamento contra a Covid-19 busca atendimento psicológico

Entretanto, segundo a SES, a ampliação da capacidade depende da aquisição do swab rayon, que estaria “sendo dificultada pela alta demanda mundial”. “Assim que o cenário relacionado à disponibilidade dos insumos for resolvido, a ampliação da testagem será reavaliada e espera-se utilizar a capacidade laboratorial da rede”, informou em nota.

Laboratório pode analisar 2 mil amostras ao dia, mas só recebeu 909 em maio

Um dos laboratórios parceiros da Funed na realização de análises clínicas de Covid-19 é o Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico (Nupad), da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Credenciado há pouco mais de um mês, o laboratório tinha previsão de realizar 120 testes por dia na primeira semana, atingindo pelo menos mil exames até o final do mês de abril.

Mas a capacidade atual, segundo a Nupad, já é de 2 mil testagens por dia. “Há insumos, equipamentos e mão de obra suficientes para essa média diária”, afirmou em nota.

Entretanto, em abril, o laboratório recebeu da Funed apenas 220 amostras para análise. Em maio, até o dia 14, foram recebidas 909 amostras, ou seja, uma média de 65 por dia, o que representa apenas 3,2% da capacidade diária do laboratório.

Leia mais:  Carneirinho: Boletim Covid-19 atualizado dia 29 de Março de 2021

Subnotificação

A baixa quantidade de testes realizados em Minas Gerais é apontada por especialistas como uma das causas da subnotificação dos casos de Covid-19 no estado.

Um estudo feito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) aponta que o número de casos confirmados de Covid-19 em Minas Gerais é pelo menos 16,5 vezes maior do que o oficial.

Por: G1

Comentários Facebook
Propaganda

CIÊNCIA E SAÚDE

Capacitação para agentes de endemias em Carneirinho

Publicados

em

Na manhã de hoje (22), os Agentes de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Carneirinho participaram de uma capacitação de como usar como usar veneno pra matar as larvas em reservatórios e recipientes.

De acordo com o Diretor de Vigilância Sanitária e Epidemiologia, Fábio Souza Ribeiro (Fabio Caixeta), antes o produto utilizado era em pó e agora é em comprimido.

Comentários Facebook
Leia mais:  Prefeita de Frutal testa positivo para Covid-19: 'até agora estou sem nenhum sintoma'
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana