conecte-se conosco


POLÍTICA

Fala de Eduardo sobre AI-5 “une” partidos de esquerda e direita

Publicado em

POLÍTICA

source
Eduardo Bolsonaro falando em microfone na Câmara arrow-options
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Eduardo fez apologia ao AI-5 ao criticar movimentos de esquerda

fala do deputado federal e líder do PSL na Câmara, Eduardo Bolsonaro , sobre a possibilidade de um novo AI-5 uniu parlamentares de partidos que vão da esquerda à direita em críticas à declaração dada por ele nesta quinta-feira (31) em entrevista à jornalista Leda Nagle. Entre os deputados que criticaram Eduardo estão membros do PT, PSOL, PSDB, MDB, DEM e o próprio PSL.

Além das críticas, lideranças de partidos de esquerda disseram que vão entrar com uma representação criminal no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a cassação do mandato de Eduardo no Conselho de Ética da Câmara.

Leia também: Maia diz que fala de Eduardo Bolsonaro sobre AI-5 é repugnante e defende punição

Em um tuíte, o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ)pediu que os “defensores da democracia e da liberdade” se unam para “dar uma resposta à altura a mais esse gravíssimo ataque ao Estado de Direito”.

Leia mais:  Ibope: Paes lidera com 32% no Rio; Crivella e Martha Rocha têm 14%

“A apologia do filho do presidente ao AI-5 , que significa o fechamento do Congresso e a perseguição de opositores, é um crime contra a Constituição e as instituições democráticas”, escreveu.

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo , foi outro que se manifestou em repúdio à declaração do filho do presidente Jair Bolsonaro .

“Ameaçar a democracia é jogar o Brasil novamente nas trevas. O PSDB nasceu na luta pela volta da democracia no Brasil condena de maneira veemente as declarações do filho do presidente da República”, disse Araújo.

Leia mais:  Lira chama Baleia Rossi de demagogo por defesa de votação urgente na saúde

Após a repercussão negativa da declaração, Eduardo Bolsonaro voltou a fazer referência à ditadura militar. Em seu perfil no Facebook ele publicou o vídeo em que seu pai, então deputado federal, exalta o coronel Brilhante Ustra, primeiro militar reconhecido pela Justiça brasileira como torturador, durante o voto dele a favor do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

“Se você está do lado da verdade, NÃO TENHAIS MEDO!”, escreveu Eduardo na publicação do vídeo.


Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

“Vou tomar por último, tem muita gente apavorada”, diz Bolsonaro sobre vacina

Publicados

em

Por

source
Presidente Jair Bolsonaro
Foto: Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro

Na sexta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não pretende tomar a vacina da Covid-19 agora. Em conversa com apoiadores que o esperavam em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente justificou que a decisão é pelo fato de ter “muita gente apavorada” esperando pela vacina.

“O que acontece, tem muita gente apavorada aí aguardando a vacina, então deixa as pessoas tomarem na minha frente. Vou tomar por último. Eu acho que essa é uma atitude louvável. Porque tem gente que não sai de casa, está apavorado dentro de casa”, disse Bolsonaro. O presidente chegou a se queixar que a imprensa teria criticado a sua decisão de se vacinar por último. “Em vez da imprensa me elogiar, me critica”, afirmou.

Bolsonaro está apto a receber a vacina no Distrito Federal desde o dia 3 de abril. Antes, ele explicava que não ia se vacinar porque já teria contraído o vírus em julho do ano passado.

De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa da quinta-feira (15), 25.460.098 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. O número representa 12,02% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 8.558.567 pessoas (4,04% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana