conecte-se conosco


Entretenimento

Ex-pastor Felipe Heiderich diz que foi “estranho beijar um homem”

Publicado em

Entretenimento

source
Felipe Heiderich e Bruno de Simone
Reprodução Instagram

Felipe Heiderich e Bruno de Simone

Juntos desde de setembro de 2020,  Felipe Heiderich e Bruno de Simone não esperavam tanto furdunço em torno da relação recém-assumida. Eles viraram o casal mais comentado do momento, um título que não incomoda os dois, que estão vivendo uma história de amor com casamento à vista.

Em uma entrevista especial ao programa “Na Real”, apresentado por esta humilde colunista, os dois contaram como se conheceram, o início do namoro, as dificuldades enfrentadas e os planos de uma união formal.

“Há alguns anos, uma astróloga me falou que eu iria deixar de ser maquiador, começar em um novo ramo e conhecer uma pessoa que iria mudar a minha vida”, relembra Bruno de Simone, que não conhecia  Felipe Heiderich pessoalmente, mas o convidou para participar de uma entrevista após ler e tomar conhecimento da acusação de estupro da ex-mulher, Bianca Toledo, envolvendo o enteado.

Leia mais:  A cantora e influencer Ananda fará live com o iG nesta terça

“Decidi entrevistá-lo para o meu canal e o primeiro encontro foi setembro de 2019. Fizemos a entrevista logo em seguida e aí nasceu uma amizade. Ele veio trabalhar comigo e nós começamos a conviver muito e eu fui me apaixonando”, assumiu Bruno .

Você viu?

O primeiro beijo aconteceu há sete meses e eles começaram a namorar. “Nunca namorei pensando em terminar. Não estou com o Bruno para passar tempo e se eu namoro alguém é claro que eu planejo um futuro. Vou confessar que para mim foi tudo muito difícil no início, nos primeiros meses. É muito estranho beijar um homem, tocar… É tudo muito diferente e eu tive vários momentos doidos de altos e baixos para entender a situação”, revela Felipe.

Bruno é o primeira relação homoafetiva do pastor que admite ter recebido muitas críticas ao assumir o romance. “O meio gospel não aceita. Diz que aceita. Que aceita não, tolera”. Sobre ter contado para mãe, Heiderich até brinca. “Mãe, virei viado. Ela ficou muda quase meia hora. Depois disse: ‘sabe que é difícil, né? Cidade do interior… o povo aqui não vai reagir bem… Mas agora está tudo bem”.

A mãe de Bruno também levou um susto ao saber sobre o namorado pastor. “Ela ficou preocupada, mas entendeu porque sabia que eu queria viver um amor. Eu queria viver um amor, mas nunca ia imaginar com um pastor envolvido numa polêmica tenebrosa”, diz o apresentador, que entregou já ter sido pedido em casamento. “Já aceitei e só faltam as alianças. Felipe Heiderich é o homem que eu amo. A gente se ama muito”.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Projeto viabiliza bibliotecas digitais pelo Brasil

Publicados

em

Por

source
Projeto viabiliza bibliotecas digitais pelo Brasil
Divulgação

Projeto viabiliza bibliotecas digitais pelo Brasil

As bibliotecas públicas podem até parecer algo em desuso, mas com certeza é o único acesso aos livros de diversas comunidades, e com a pandemia e o distanciamento social, utilizá-las ficou ainda mais difícil. Pensando nessa problemática, a Tocalivros (plataforma brasileira de livros digitais) e Recode (ONG que promove a empoderamento digital da população) se uniram para ajudar na causa. 

A iniciativa que levou 18 meses para sair do papel, irá disponibilizar gratuitamente uma ferramenta personalizada para 149 bibliotecas nesta primeira fase do projeto. A ferramenta permite que os associados de cada uma delas tenham acesso ao acervo digital da Tocalivros com mais de 2 mil audiolivros e 5 mil eBooks.

Além de levar conteúdo e entretenimento para dentro das casas de inúmeras pessoas, a plataforma é totalmente personalizável, sendo possível a criação de playlists para divulgação em diversas redes, ideal para clubes de leituras. Os gestores também podem customizar a ferramenta com banners e a escolha do acervo conforme o público, além do acesso tanto no site quanto pelo aplicativo disponível em iOS e Android.

Leia mais:  Marcello Camargo assume descontentamento com produções sobre Hebe

Você viu?

A plataforma é acessível, totalmente configurável com a opção de ouvir e ler off-line e sem limites quanto a acessos ou associados. Nesta primeira fase do projeto, a adesão da plataforma foi gratuita tanto para as bibliotecas quanto aos usuários e terá duração de pelo menos um ano.

Segundo Ricardo Camps, sócio-diretor da Tocalivros, os benefícios de uma biblioteca digital vão além de dispensar um espaço físico. “O digital chega onde o espaço físico não consegue. Ela está no celular, no computador, dentro de casa, onde você quiser. Não tem o peso de carregar um livro porque está dentro do aparelho em todos os lugares”, contextualiza.

Trata-se de um marco na história do setor do livro e da leitura no Brasil com um trabalho de empoderamento digital e na formação de novos leitores. Isso porque, de acordo com a bibliotecária e Analista de Projetos na ONG Recode, Hanna Gledyz, grande parte das bibliotecas realizam “um trabalho de resistência frente a tantas dificuldades de acesso, modernização e garantia de seus serviços, principalmente neste período da pandemia”.

Leia mais:  Ex-'A Fazenda 12', Cartolouco já está de olho no 'BBB 21': 'Me chama, Boninho'

A previsão é que uma segunda fase de inscrições seja aberta ainda em 2021. Todas as parceiras poderão se inscrever em um novo formato a ser definido, mas por ora, as que tiverem interesse podem entrar em contato pelo e-mail [email protected]

Para sugestões e pautas: [email protected]

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana