conecte-se conosco


POLÍTICA

Entenda por que novo diretor da PF pode reservar ‘surpresas’ a Bolsonaro

Publicado em

POLÍTICA

source
Quem é Paulo Maiurino, o novo diretor da PF
O Antagonista

Quem é Paulo Maiurino, o novo diretor da PF

O novo diretor da PF, Paulo Maiurino , é considerado um “delegado-político”, segundo O Globo. Por não ser “bolsonarista raiz” e nem ter laços com a família presidencial, pode acabar se mostrando uma figura “mais independente” do que Bolsonaro gostaria.

“Ele foi secretário de estado de Geraldo Alckmin em São Paulo e conselheiro de segurança do governo de Wilson Witzel, além de corregedor do ministério da Justiça nos governos de Lula e Dilma Rousseff”, afirma o blog da jornalista Malu Gaspar.

“Nos últimos dois anos, foi secretário de Segurança de José Dias Toffoli na presidência do STF e assessor do ministro do STJ Humberto Martins no Conselho Nacional da Justiça Federal. Além disso, é filho de um coronel da PM e bem relacionado entre militares”, continua o texto.

Você viu?

Entretanto, ainda de acordo com a publicação, quem conhece Maiurino diz que ele dificilmente fará ‘loucuras’ para se provar ou se queimar em nome de Bolsonaro . “Ele já conhece todo mundo que interessa”, afirmou um amigo muito próximo, demonstrando que futuras tentativas de interferência ‘vindas de cima’ devem ficar mais complicadas.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

“Vou tomar por último, tem muita gente apavorada”, diz Bolsonaro sobre vacina

Publicados

em

Por

source
Presidente Jair Bolsonaro
Foto: Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro

Na sexta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não pretende tomar a vacina da Covid-19 agora. Em conversa com apoiadores que o esperavam em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente justificou que a decisão é pelo fato de ter “muita gente apavorada” esperando pela vacina.

“O que acontece, tem muita gente apavorada aí aguardando a vacina, então deixa as pessoas tomarem na minha frente. Vou tomar por último. Eu acho que essa é uma atitude louvável. Porque tem gente que não sai de casa, está apavorado dentro de casa”, disse Bolsonaro. O presidente chegou a se queixar que a imprensa teria criticado a sua decisão de se vacinar por último. “Em vez da imprensa me elogiar, me critica”, afirmou.

Bolsonaro está apto a receber a vacina no Distrito Federal desde o dia 3 de abril. Antes, ele explicava que não ia se vacinar porque já teria contraído o vírus em julho do ano passado.

De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa da quinta-feira (15), 25.460.098 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. O número representa 12,02% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 8.558.567 pessoas (4,04% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana