conecte-se conosco


Policial

Enfermeiro mata a namorada médica por ter sido infectado

Publicado em

Policial

Um enfermeiro de 28 anos deve responder criminalmente pelo assassinato da própria namorada, uma médica recém-formada de 27, na Itália. O homem contou às autoridades daquele país que matou a companheira por, supostamente, ter sido contaminado por ela com o novo coronavírus. O autor tentou cometer suicídio depois do crime, mas foi socorrido e está em um hospital. Ele mesmo ligou para a polícia depois de estrangular a jovem.

De acordo com o The Sun, Lorena Quaranta foi morta por Antonio De Pace na região de Furci Siculo, que fica na maior ilha do mediterrâneo, na Sicília. O crime ocorreu em um apartamento e o homem ligou para as autoridades logo na sequência. Ele foi encontrado com os pulsos cortados, mas foi socorrido e, ainda atordoado, contou ter matado a namorada.


Lorena e Antonio trabalhavam no mesmo hospital em Messina e atuavam no atendimento a infectados por Covid-19. Depois do crime, o casal foi testado para a doença, mas os primeiros exames não apontaram diagnóstico positivo para o novo coronavírus. “Ela era uma médica que estava trabalhando duro para salvar outras pessoas. É uma tragédia”, contou uma fonte da polícia à reportagem.Antes de ser morta, Lorena havia publicado um texto a respeito da morte de 41 médicos italianos por Covid-19. Ela qualificou a situação como “inaceitável” e continuou: “Agora, mais do que nunca, precisamos demonstrar responsabilidade e amor pela vida. Vocês devem demonstrar respeito por si mesmos, suas famílias e o país”. “Vamos ficar todos em casa. Vamos evitar que o próximo adoecer seja um ente querido ou nós mesmos”, escreveu a médica.

Leia mais:  Golpistas lesam mulher em quase R$4 mil com falso Whatsapp

De Pace, o namorado, por sua vez, passou a ser alvo de comentários negativos nos próprios perfis. Moradores da região publicaram mensagens em que desejam que ele tenha uma morte lenta e dolorosa. O homem está sob custódia em um hospital, enquanto se recupera da tentativa de se matar.

A prefeita de Favara, Ana Alba, publicou uma mensagem em que contou o drama vivido pela família de Lorena. Os parentes foram orientados a realizar uma rápida cerimônia de despedida, justamente por conta do novo coronavírus. “Seus pais pobres já sofreram sua perda e agora não poderão dar-lhe um adeus final, é uma tragédia dentro de uma tragédia”, escreveu.
Por: Região Noroeste

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Mulher é suspeita de esfaquear companheiro em BH; homem tinha passagens por lesão corporal contra ela

Publicados

em

Segundo o boletim de ocorrência, a agressão ocorreu após um desentendimento entre o casal. As filhas da mulher, de 3 e 19 anos, presenciaram a briga.

Uma mulher, de 33 anos, é suspeita de esfaquear o companheiro, de 41 anos, dentro de casa, no bairro Lindeia, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte, na noite desta segunda-feira (25).

Segundo o boletim de ocorrência, a agressão ocorreu após um desentendimento entre o casal. As filhas da mulher, de 3 e 19 anos, presenciaram a briga.

A suspeita fugiu após o crime e não tinha sido localizada até a publicação desta reportagem. O homem foi levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII com ferimentos no abdômen.

De acordo com a PM, ele tem três passagens policiais por lesão corporal contra a mulher. Ela tem 12 passagens por outros crimes.

Comentários Facebook
Leia mais:  PM recupera motos furtadas em Estrela e Fernandópolis
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana