conecte-se conosco


POLÍTICA

Eleitores com deficiência podem transferir título até 18 de agosto

Publicado em

POLÍTICA

Eleitores com deficiência podem transferir título até 18 de agosto
Alessandra Nogueira

Eleitores com deficiência podem transferir título até 18 de agosto

Para os eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida que desejam trocar o local ou a seção de votação, o prazo da Justiça Eleitoral já está aberto. Neste caso, o voto será realizado em seções especiais sem barreiras arquitetônicas e adaptadas para oferecer fácil acesso, maior comodidade e segurança.

O requerimento de transferência para um local que melhor atenda as necessidade deve ser feito em cartório eleitoral até o dia 18 de agosto. O eleitor deve levar um documento oficial com foto. A solicitação também pode ser feita por meio de curador, apoiador ou procurador, desde que estejam com autodeclaração ou documentação comprobatória da deficiência ou dificuldade de locomoção.

Até o dia 18 de agosto, outros três serviços podem ser feitos pelos eleitores: a solicitação de voto em trânsito, a mudança temporária de seção eleitoral por policiais, bombeiros, juízes eleitorais ou servidores e promotores da Justiça Eleitoral que irão trabalhar nos dias do pleito — 2 e 30 de outubro. Para os mesários que atuarão em local diverso de sua seção de origem, a solicitação pode ser feita até o dia 26 do próximo mês.

Leia mais:  Lula tenta se aproximar de policiais com propostas para segurança

Os eleitores que se encontrarem fora da unidade de Federação, poderão votar apenas para presidente da República, assim como as pessoas inscritas no exterior que estiverem em território nacional. No entanto, brasileiros que estiverem fora do Brasil não poderão fazer a transferência temporária para mesas receptoras de votos.


Confira os grupos que estão aptos a transferência temporária em primeiro ou segundo turno, ou em ambos:

  • Em trânsito no território nacional;
  • Presas e presos provisórios(as) e adolescentes em unidades de internação;
  • Integrantes das Forças Armadas, da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ferroviária Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Penal Federal, Estadual e Distrital, dos Corpos de Bombeiros Militares e das Guardas Municipais, que estiverem em serviço por ocasião das eleições;
  • Com deficiência ou mobilidade reduzida;
  • Pertencentes às populações indígenas, quilombolas e comunidades remanescentes;
  • Mesárias, mesários e pessoas convocadas para apoio logístico;
  • Juízas e juízes eleitorais, servidoras e servidores da Justiça Eleitoral e promotoras e promotores eleitorais.
Leia mais:  TSE pede ajuda ao Telegram para rastrear responsáveis por fake news

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Ciro diz que Lula e Bolsonaro não vão debater por “contradição moral”

Publicados

em

Por

Ciro Gomes usou o Twitter para criticar seus adversários
Divulgação

Ciro Gomes usou o Twitter para criticar seus adversários

Nesta sexta-feira (12), Ciro Gomes (PDT) usou seu perfil no Twitter para afirmar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) não vão aos debates por “contradição moral”. O candidato também criticou o modelo econômico dos seus adversários.

“Bolsonaro e Lula não estão aceitando participar dos debates porque ambos não têm como explicar suas próprias contradições – nem a contradição moral da corrupção nem a contradição do mesmo modelo econômico que praticam, que só produz desigualdade”, declarou o presidenciável.

Ciro também acusou os dois primeiros colocados nas pesquisas de intenções de votos de se preocuparem em beneficiar mais os ricos do que os pobres. “Fiquem atentos: os dois candidatos que lideram as pesquisas estão comprometidos com o mesmo modelo econômico, que transformou nosso país numa máquina de transferir renda do povo para 10 mil famílias de barões do sistema financeiro”, publicou. “E com o mesmo modelo de governança política – o mesmo que botou a corrupção no centro da vida pública brasileira”.

Leia mais:  TJ do Rio arquiva denúncia contra Flávio Bolsonaro por 'rachadinhas'

Por fim, ele escreveu: “Minha irmã, meu irmão, não dê o seu voto precioso a quem não aceita sequer ir aos debates para apresentar propostas para o futuro do Brasil. Como disse Einstein, ‘Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes’”.

Leia mais:  PDT tem dificuldade de formar palanques para Ciro Gomes

Ciro Gomes é o terceiro colocado nas pesquisas de intenções de votos, enquanto Lula aparece em primeiro lugar e Bolsonaro ocupa a segunda posição.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana