conecte-se conosco


POLÍTICA

“É fique em casa para uns, Miami e Maracanã para outros”, diz Bolsonaro

Publicado

source
Bolsonaro atacou adversários em conversa com apoiadores na manhã desta segunda-feira
Reprodução

Bolsonaro atacou adversários em conversa com apoiadores na manhã desta segunda-feira

Nesta segunda-feira (31), momentos antes de participar da cerimônia de abertura do ano judiciário do STF , o presidente Jair Bolsonaro ironizou o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), por ter assistido à final da Libertadores no Maracanã , no sábado, enquanto a capital paulista enfrenta restrições de circulação para diminuir o contágio do novo coronavírus.

Ao se declarar contra o que chamou de política do “fique em casa”, o presidente também lembrou uma viagem do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), a Miami, no fim do ano passado: “O fique em casa nunca foi e nunca será política minha. Fique em casa é para uns. Outros é Miami ou Maracanã . Aí não dá”.

Você viu?

Ao ser questionado por um apoiador qual seria a mensagem para Rodrigo Maia, que encerra sua passagem pela presidência da Câmara dos Deputados nesta segunda-feira, afirmou que “tudo acaba um dia” e que é preciso estar “preparado ” para isso.

“Seja feliz. Tudo acaba um dia. Meu mandato vai acabar um dia. Devemos nos preparar para esse momento aí”, disse o presidente, entre risos. Na sequência, ao ouvir elogio a Arthur Lira , seu candidato na disputa pela sucessão na Câmara, Bolsonaro respondeu: “se Deus quiser, vai dar tudo certo hoje”.

No domingo (31), Maia disse a deputados que poderia abrir um processo de impeachment contra Bolsonaro , após seu partido, o DEM, deixar o bloco de Baleia Rossi (MDB-SP), candidato apoiado por Maia na sua sucessão na presidência da Câmara .

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Ciro Gomes pede impeachment de  Bolsonaro: “condena população à morte”

Publicado

por

source
Ciro Gomes falou sobre a pandemia e pediu o impeachment de Jair Bolsonaro em suas redes sociais
Reprodução: iG Minas Gerais

Ciro Gomes falou sobre a pandemia e pediu o impeachment de Jair Bolsonaro em suas redes sociais

O ex-candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT) , comentou nesta sexta-feira (26) sobre a atuação de Bolsonaro na pandemia em um momento que o sistema de saúde tem entrado em colapso em diversas cidades . Ele voltou a pedir o impeachment do presidente.

“Mais uma vez me dirijo ao que resta de decência do Congresso Nacional: manter Bolsonaro como presidente é manter nosso povo acuado, sem emprego, sem renda, sem comida e condenado à morte!”, disse em sua conta no Twitter.

Ciro afirmou que a rejeição de Bolsonaro às medidas de contenção à Covid-19 e a promoção de aglomerações é “criminosa”. 

Leia mais:  Bolsonaro alfineta Doria e diz que não usa vacina para "fins políticos"

“O Brasil está muito próximo de viver uma tragédia assustadora! Governadores e prefeitos estão tentando proteger a população com medidas restritivas, como toque de recolher e lockdown”, defendeu. “E Bolsonaro, CRIMINOSAMENTE, promove aglomerações em municípios com graves índices de Covid-19”, completou. 

“Bolsonaro está condenando a população brasileira a assistir ainda mais mortes. Repito: o que está projetado para os próximos dias é terrível. É o colapso do sistema de saúde!” 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana