conecte-se conosco


CIÊNCIA E SAÚDE

Doria convoca todos os prefeitos para debater início da vacinação

Publicado

O governador João Doria (PSDB) vai reunir os 645 prefeitos paulistas nesta quarta (6), às 11h, para apresentar o plano estadual de vacinação contra a Covid-19, que deve começar no dia 25. O governo federal ainda não deu uma data precisa para o programa nacional. Doria vai anunciar que a imunização em SP começará em 5 mil pontos, dos quais mais da metade (3 mil) na capital, e que seringas serão fornecidas pelo estado. A data do registro da Coronavac na Anvisa, porém, ainda é tratada com incerteza por aliados.

O governo paulista vem dizendo que apresentará o pedido para o uso da vacina na Anvisa na quinta-feira (7), mas, em conversas nesta terça (5), assessores e o próprio governador preferiram adotar cautela. Querem antes se certificar de que todas as exigências serão atendidas para obter a liberação em 10 dias.

A vacinação federal, a princípio, não deve ser assunto da reunião. “Se houver um calendário, algo concreto sobre o plano nacional, a gente discute de forma conjunta”, afirma o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, que ainda falou sobre a possibilidade de estender os postos de vacinação dos atuais 5 mil.

Leia mais:  Bolsonaro diz que deportação de brasileiros é direito dos EUA

No encontro virtual, secretários estaduais apresentarão aos municípios uma plataforma de indicadores e os programas de governo.

Uma das preocupações de Doria é apresentar o Plano São Paulo para os prefeitos que chegaram no dia 1º. São 404 os novos gestores. Diante do descumprimento da fase vermelha em 20 cidades no fim do ano, eles serão lembrados que o Ministério Público é notificado de casos de desrespeito, o que pode gerar ações de improbidade.

Dos 20 municípios rebeldes, nove tinham prefeitos tucanos. Fred Guidoni (PSDB), ex-prefeito de Campos do Jordão e aliado do governador, hoje presidente da Associação Paulista de Municípios, diz não ver motivação política, mas econômica para que os gestores tenham se recusado a aderir à fase vermelha.

Em entrevista ao Bom Dia São Paulo na manhã desta quarta (6), Vinholi afirmou ainda que vê com preocupação o aumento de casos de Covid e citou especificamente o caso de Rio Preto. Ele disse, porém, que a reclassificação das regiões só será definida hoje noite a anunciada na quinta (7), de acordo com os dados fechados desta quarta.

Leia mais:  Para enfrentar pico da epidemia, Brasil precisa ter até 7 vezes mais testes de coronavírus do que o número atual, diz Ministério da Saúde

 

 

Por: Estado de São Paulo | Folhapress

Comentários Facebook
publicidade

CIÊNCIA E SAÚDE

Cerca de 7 milhões de seringas agulhadas já foram enviadas a 21 Regionais de Saúde de Minas

Ao todo, o Governo de Minas comprou 50 milhões de seringas. Deste montante, 21 milhões de unidades já chegaram ao estado.

Publicado

Cerca de 7 milhões de seringas agulhadas que servirão para a vacinação contra a covid-19 estão a caminho ou já chegaram a 21 das 28 Regionais de Saúde do Estado de Minas Gerais. E, até a próxima segunda-feira (18/1), todas as regionais já devem receber esses materiais.

Mais de 450 câmeras frias, que servirão para armazenamento dos imunizantes, também foram entregues. No total, 617 freezers, com capacidades entre 200 e 400 litros, foram adquiridos. O transporte é feito por meio de caminhões baús dos Correios, com os quais a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) fez contrato de exclusividade.

Ao todo, o Governo de Minas comprou 50 milhões de seringas. Deste montante, 21 milhões de unidades já chegaram ao estado.   As regionais de saúde do Estado já estão distribuindo os insumos para os 853 municípios mineiros, para que todos estejam preparados para quando a vacina chegar.

“Todo o processo de compras e de logística de distribuição foi planejado com antecedência. Quando as vacinas contra a covid-19 chegarem, os municípios estarão abastecidos com as seringas agulhadas para darem início à vacinação”, destaca a subsecretaria de Vigilância em Saúde, Janaína Passos de Paula.

Leia mais:  STF vota para manter processo contra Arthur Lira em caso de corrupção

Logística

A logística para organizar a imunização da população contra o SARS Cov-2 será semelhante à utilizada nas campanhas contra a Influenza: as seringas agulhadas saem do almoxarifado da Secretaria e da Rede Estadual de Frio do estado. A partir destes pontos são transportados a cada uma das regionais de saúde, que contatam os municípios. Eles são responsáveis por providenciar o recolhimento e armazenamento adequado dos materiais.

Todo o trabalho de logística e distribuição dos insumos está sendo feito em parceria pelos Bombeiros, Polícia Militar, Defesa Civil, além do auxílio das Forças Armadas.

Desde setembro do ano passado, a SES-MG vem executando o Plano de Contingenciamento para Vacinação Contra a Covid-19. O objetivo é que a vacina chegue a todos os mineiros.

Confira, a seguir, a tabela com o quantitativo de cada regional:

 

Por: Agência Minas

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana