conecte-se conosco


Policial

Delegado é preso em mais uma etapa de operação contra milícia em MS – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Publicado em

Policial

Pouco mais de um mês após a Operação Avalanche levar sete oficiais da PM (Polícia Militar) para a prisão, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) e o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) estão de volta às ruas de Mato Grosso do Sul em ação que prendeu um delegado e também tem policiais militares como alvos.

É a terceira fase da Omertà, operação que mirou grupo de extermínio que atuava em Campo Grande e no interior.

A reportagem apurou que o delegado Márcio Shiro Obara, ex-titular da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios) e lotado atualmente na 2ª DP (Delegacia de Polícia) em Campo Grande, está preso.

A força-tarefa conta com apoio das Corregedorias da PM e a Polícia Civil, do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e Batalhão de Choque.

O corregedor-geral da Polícia Civil, Márcio Custódio, não informou quem são os alvos na corporação, se policiais ou delegados. Disse somente que as “equipes estão em campo” e “diligências em andamento”.

Leia mais:  Mãe flagra missionário peruano estuprando a filha em igreja de SP

O delegado-geral Marcelo Vargas informou  que vai se manifestar por meio de nota depois que todos os mandados forem cumpridos. O Campo Grande News tentou contato com Obara, mas o celular dele está desligado.

O Gaeco não divulga detalhes e nem a quantidade de mandados, mas há alvos na Capital e no interior.

Por: Campo Grande News

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Mulher é suspeita de esfaquear companheiro em BH; homem tinha passagens por lesão corporal contra ela

Publicados

em

Segundo o boletim de ocorrência, a agressão ocorreu após um desentendimento entre o casal. As filhas da mulher, de 3 e 19 anos, presenciaram a briga.

Uma mulher, de 33 anos, é suspeita de esfaquear o companheiro, de 41 anos, dentro de casa, no bairro Lindeia, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte, na noite desta segunda-feira (25).

Segundo o boletim de ocorrência, a agressão ocorreu após um desentendimento entre o casal. As filhas da mulher, de 3 e 19 anos, presenciaram a briga.

A suspeita fugiu após o crime e não tinha sido localizada até a publicação desta reportagem. O homem foi levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII com ferimentos no abdômen.

De acordo com a PM, ele tem três passagens policiais por lesão corporal contra a mulher. Ela tem 12 passagens por outros crimes.

Comentários Facebook
Leia mais:  Adolescente é morto por colegas em clínica de reabilitação em Patos de Minas após briga por bolacha, diz PM
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana