conecte-se conosco


CIÊNCIA E SAÚDE

Covid-19: Uberlândia bate recorde de óbitos com 14 mortes em um único boletim

Publicado

Ocupação de leitos de UTI geral e destinados à pacientes com coronavírus está em 98%. Veja atualização completa do boletim diário deste segunda-feira (15).

Uberlândia bateu o recorde de mortes causadas pela Covid-19 em um único boletim, com 14 registros, confirmados no informativo desta segunda-feira (15). Com isso, a cidade chegou ao número de 897 vítimas da doença. O recorde anterior havia sido registrado no dia 1º de setembro, quando 11 mortes foram confirmadas.

As vítimas mais recentes da doença na cidade são:

  • Dois homens de 58 anos, que estavam na rede municipal de saúde;
  • Cinco idosos, de 69, 70, 81, 83 e 86 anos, que estavam na rede municipal de saúde;
  • Uma mulher de 57 anos, que estava na rede municipal de saúde;
  • Quatro idosas, de 68, 72, 79 e 81 anos, que estavam na rede municipal de saúde;
  • Duas mulheres, de 51 e 54 anos, que estavam na rede particular de saúde.

A cidade também teve aumento no número de casos confirmados. Ao todo, foram 510 novos infectados pelo novo coronavírus, chegando a 62.683 casosAlguns casos são de exames feitos entre os dias 13 e 14.

Leia mais:  Minas Gerais é o estado brasileiro que aplicou menos recursos em saúde durante a pandemia

Veja abaixo os números comparados com o boletim de domingo (14):

  • Mortes confirmadas: mais 14, totalizando 897 vítimas;
  • Casos confirmados: mais 510, totalizando 62.683;
  • Casos suspeitos: diminuiu de 86 para 69;
  • Casos descartados: passaram de 197.498 para 198.451;
  • Pacientes recuperados: o número foi de 52.244 para 52.717.

Pacientes internados

Somando a rede pública e a privada, o Município tem 504 pessoas internadas, sendo que nem todas são pacientes com a Covid-19. Desse total, 201 estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 203 são tratadas em enfermarias.

Leitos

Segundo o boletim, a ocupação de leitos de UTI geral na rede municipal continuou em 98%. A ocupação dos leitos de UTI destinados ao tratamento de pacientes com coronavírus do sistema público municipal continuou em 98%.

Por G1 Triângulo e Alto Paranaíba

Comentários Facebook
publicidade

CIÊNCIA E SAÚDE

Covid-19: Patrocínio amplia horário de funcionamento de atividades essenciais; ‘toque de recolher’ também é alterado

Publicado

Comércio não essencial fechado por medida de segurança contra o coronavírus — Foto: TV Integração/Reprodução

Prefeitura publicou novo decreto com medidas restritivas válidas a partir desta terça-feira (2). Veja o que pode e o que não pode abrir.

Em novo decreto publicado nesta terça-feira (2), a Prefeitura de Patrocínio ampliou o horário de funcionamento de algumas atividades essenciais até as 20h. Até esta segunda-feira (1º) a maior parte destes serviços podiam funcionar até as 18h. Atividades consideradas não essenciais estão restritas e o atendimento deve ser feito de forma remota (veja abaixo).

As novas medidas são válidas desta terça-feira até o dia 8 de março. A circulação de pessoas nas ruas, exceto para atendimentos de urgência e emergência, foi reduzida em uma hora, sendo proibida entre 21h e 5h.

Segundo a Prefeitura, as restrições continuarão como forma de evitar aglomerações e disseminação do coronavírus. A publicação também prevê as sanções que os estabelecimentos estão sujeitos em caso de descumprimento das regras previstas (veja abaixo).

Atividades com funcionamento proibido em Patrocínio:

  • Quadras esportivas privadas, atividades coletivas de cinema, teatro, boates salões de eventos, festas, inclusive eventos sujeitos a aglomerações em sítios, chácaras e fazendas.
  • Feiras do setor de alimentação de qualquer natureza e bazares;
  • Clubes sociais, recreativos, pesqueiros, hotéis fazenda, academias, atividades de ginástica, centros de quaisquer práticas esportivas, autoescolas, aulas de idiomas, aulas de músicas, cursos profissionalizantes e afins;
  • Fábricas e indústrias em geral, exceto produtoras da cadeia alimentícia, que devem apresentar plano de manejo e técnicas sanitárias à Secretaria de Saúde;
  • Comercialização de bebidas alcoólicas, inclusive por meio remoto – delivery e retirada no balcão – em qualquer tipo de estabelecimento. Os produtos devem ser retirados das prateleiras ou isolados com medidas de contenção.
Leia mais:  Covid: Rio Preto registra 45 novos casos e ultrapassa 800

A utilização de praças públicas, praças de saúde, poliesportivos, centros de práticas esportivas públicas, quadras esportivas públicas, espaço cultural e Cristo Redentor também não serão permitidos. A realização de cirurgias eletivas na rede pública e privada também estão suspensas.

Atividades autorizadas a funcionar com restrições:

  • Supermercados, mercados, mercearias e açougues: podem funcionar todos os dias entre 6h e 20h, observadas as medidas de segurança;
  • Padarias: podem abrir das 5h às 20h, com atendimento exclusivo para entregas por delivery ou retirada. O consumo no local está proibido;
  • Restaurantes, pizzarias, bares, hamburguerias, lanchonetes, lojas de conveniência e congêneres: atendimento exclusivo por delivery ou retirada no local até as 20h, segundo os protocolos de segurança;
  • Atividades religiosas: proibida atividade presencial, devendo ser realizada por meio remoto;
  • Farmácias e drogarias: podem seguir o funcionamento normal com 50% da capacidade total, devendo seguir medidas específicas de segurança;
  • Hotéis, pensões, pousadas e afins: podem funcionar normalmente, mas devem restringir a ocupação em áreas comuns em, no máximo, 50% da capacidade total;
  • Bancos, lotéricas e cartórios: devem manter o atendimento normal, mas seguindo as regras específicas de segurança;
  • Postos de combustíveis: estão autorizados a funcionar nos horários estabelecidos nos alvarás, desde que respeitem as medidas de segurança;
  • Escritórios de contabilidade, advocacia e correlatos: podem funcionar agendamento de uma pessoa por vez;
  • Clínicas odontológicas, médicas e de fisioterapia: podem funcionar com agendamento restrito ao atendimento de uma pessoa por vez;
  • Oficinas mecânicas, casas de material de construção, lojas de produtos agrícolas e correlatos: podem funcionar por meio de delivery e retirada no local. As oficinas estão autorizadas a realizar reboque quando necessário;
  • Salões de beleza, barbearias, clínicas de estética, pilates, estúdios de tatuagem e afins: podem funcionar com agendamento de até dois clientes por vez, desde que respeitadas as medidas de segurança específicas para o setor;
  • Clínicas veterinárias e pet shops: podem funcionar com atendimento presencial de urgência e emergência, retirada no local e delivery para rações e medicamentos. Banho e tosa estão proibidos;
  • Comércio varejista não essencial: podem funcionar por atendimento remoto com delivery ou na porta sem a entrada do cliente no estabelecimento;
  • Óticas: podem funcionar com atendimento presencial de até dois clientes por vez, desde que respeitada as medidas de segurança;
  • Lava jatos: podem funcionar respeitando às medidas de segurança;
  • Empresas de xerox e fotocópias: podem funcionar com atendimento presencial limitado a dois clientes por vez e obediência às normas de segurança;
Leia mais:  Coronavírus: por que a OMS diz que o pior da pandemia de Covid-19 ainda está por vir

Multa

De acordo com o decreto, os estabelecimentos flagrados desrespeitando as regras previstas serão diretamente responsabilizados e sofrerão sanções por parte do Município. No primeiro flagrante, o responsável receberá uma advertência por escrito.

Em caso de descumprimento pela segunda vez, o estabelecimento será multado. Na terceira vez, terá o alvará suspenso por 10 dias. Em caso de nova reincidência, a suspensão será de 30 dias. Se um quinto flagrante for feito, o alvará de funcionamento será cassado.

Por: G1 Triângulo e Alto Paranaíba

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana