conecte-se conosco


POLÍTICA

Covereadora negra e trans do PSOL-SP é alvo de atentado; a segunda em uma semana

Publicado

source
Covereadora Samara Sosthenes, do mandato coletivo Quilombo Periférico
Reprodução Twitter

Covereadora Samara Sosthenes, do mandato coletivo Quilombo Periférico

Na madrugada deste domingo (31), a covereadora Samara Sosthenes (PSOL), uma das integrantes do mandato coletivo Quilombo Periférico, foi alvo de um atentado a tiros na casa em que vive com a mãe e os irmãos. Ela é a  segunda parlamentar paulistana negra e transexual vítima de ameaça de morte e intimidação em um intervalo de menos de uma semana.

Na última quarta-feira (27), a covereadora Carol Iara – uma mulher transexual – teve sua casa atingida por tiros , nas mesmas circunstância do atentado contra a correligionária Samara.

O perfil da “Mandata Quilombo Periférico” no Twitter fez publicações explicando as circunstâncias do caso. Segundo os membros do mandato, há um padrão nos ataques contra as representantes eleitas pelo PSOL no Legislativo municipal. 

Leia mais:  Hospitalizado, Toffoli pode estar com reação alérgica ao prédio do STF

A vereadora Luana Alves, líder do PSOL na Câmara dos Vereadores de São Paulo, reitera o argumento de que não se trata de casos isolados e afirma que os agressores priorizam a intimidação contra mulheres negras . Ela acompanha Samara no registro do boletim de ocorrência na delegacia localizada na Rua Brigadeiro Tobias, 527, no centro de São Paulo.

Você viu?

“Isso é um aprofundamento do que é essa onda que está acontecendo, de tentativa intimidação, em especial de mulheres trans e negras do PSOL . A gente sabe que o PSOL elegeu 3 mandatos de mulheres negras, sem contar os mandatos coletivos que têm pessoas negras na sua composição, é mais do que a Câmara já elegeu ao longo da sua história “, afirma. 

O partido triplicou o número de assentos conquistados na casa legislativa de São Paulo. Em 4 anos, o PSOL saltou de 2 vereadores eleitos para 6 nas últimas eleições. Atualmente a legenda é uma das principais vozes de oposição ao mandato do prefeito Bruno Covas (PSDB), com 10% da Câmara ocupada pela sua bancada.

Leia mais:  Após decisão do TSE, partido de Bolsonaro faz registro em cartório

“Não é comum para muita gente que quer ver um Brasil profundamente racista e patriarcal ver a gente nesse espaço. Para muita gente isso é inadmissível e a tentativa é de nos intimidar. Mas na gente não se intimida, cobra investigação e identificamos que há um padrão nos dois ataques. Queremos que seja investigado para que se chegue aos culpados dessa tentativa de calar a voz das mulheres eleitas democraticamente pelo PSOL. Não vamos deixar que isso aconteça”, diz Luana.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Conselho de Ética admite 7 novas representações contra deputado Daniel Silveira

Publicado

por

source
Deputado Daniel Silveira
BETINHO CASAS NOVAS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Deputado Daniel Silveira

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados admitiu, nesta terça(2) sete novas representações contra Daniel Silveira. O  deputado, que está preso  na capital carioca, é acusado de ameaçar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e exaltar o AI-5 – decreto utilizado durante a ditadura que dava ainda mais poderes aos militares.

Ele teve a prisão solicitada pelo STF e confirmada pela Câmara na semana passada. Durante sessão foi realizada nesta terça-feira no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, o deputado Daniel Silveira se apresentou virtualmente e, durante uma fala que demorou cerca de cinco minutos, criticou a esquerda e se diz perseguido por comunistas .

O Conselho de Ética aceitou representação do PSOL e abriu um novo processo contra Daniel Silveira a respeitos dos ataques feitos por ele a ministros do Supremo. Ao todo, são nove representações, sendo que oito são de partidos e um da mesa diretora.

Também nesta terça-feira, foi sorteada a lista de três relatores: depois de 60 dias úteis, o Conselho pode arquivar a representação ou arquivar penas como advertência, suspensão ou até cassação do mandato. 

Leia mais:  Eduardo Bolsonaro afirma que votará pela libertação de Daniel Silveira

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana