conecte-se conosco


Esportes

Corinthians bate Palmeiras e evita eliminação precoce no Paulista

Publicado em

Esportes

O Corinthians voltou à disputa do Campeonato Paulista com vitória sobre o Palmeiras por 1 a 0 nesta quarta-feira (22) em Itaquera, sem a presença de torcedores no estádio em meio à pandemia do novo coronavírus.

O gol alvinegro foi marcado pelo zagueiro Gil, no primeiro tempo. Os corintianos mantêm chances de classificação, enquanto os palmeirenses garantiram a ida às quartas mesmo com derrota.


Apesar de mais de quatro meses sem jogos, Corinthians e Palmeiras fizeram um dérbi movimentado, marcado pelas atuações dos goleiros. Weverton falhou no gol alvinegro. Já Cássio salvou a equipe corintiana em cinco lances na etapa final.

O resultado obtido em casa mantém o Corinthians vivo no Estadual. O time alvinegro soma agora 14 pontos, contra 16 do Guarani, que enfrenta o Botafogo nesta quinta (23), como visitante, em São Bernardo do Campo. Já o Palmeiras, com 19 pontos, viu o Santo André atingir 20 pontos após empate com o Santos. O Novorizontino, terceiro colocado do Grupo B, não pode mais alcançar os líderes.

Na última rodada, o Corinthians mede forças com o Oeste na Arena Barueri, na condição de visitante. O Guarani, por sua vez, recebe o São Paulo na Vila Belmiro. O Palmeiras recebe o Água Santa no Allianz, enquanto o Santo André enfrenta o Ituano no Canindé. Todos os duelos serão no próximo domingo (26) às 16h.
O destaque da partida foi o goleiro Cássio. O ídolo corintiano protagonizou cinco grandes defesas, todas elas no segundo tempo do clássico. Na mais complicada delas, salvou o time em chute rasteiro de Willian ao desviar a bola com a perna.

Entre os piores, o atacante Rony, que entrou em campo após o Palmeiras obter um efeito suspensivo, errou quase todas as decisões em campo. Quando tinha que finalizar, ele cruzou. Na hora de cruzar, ele chutou a gol. O ex-atacante do Athletico-PR perdeu praticamente todos os duelos para Fagner.

COMEÇO MOVIMENTADO
O clássico, mesmo depois de mais de quatro meses de inatividade dos times, começou bem movimentado. O Palmeiras teve a primeira chance para abrir o placar, com Willian, logo aos dois minutos. O atacante viu Cássio adiantado e tentou encobrir o goleiro. A bola bateu no pé da trave. A resposta corintiana veio em seguida, numa trama entre Luan e Boselli. Everaldo concluiu e viu Weverton fazer a defesa.

Aos 15, o Corinthians conseguiu ir às redes em um lance de bola parada. Fagner cobrou escanteio pela direita e Gil, completamente livre, cabeceou sem muita força. A bola, porém, desviou em Felipe Melo, enganou Weverton e entrou no meio da meta palmeirense.

Logo depois do gol do Corinthians, o técnico Vanderlei Luxemburgo teve de mexer no time alviverde depois de um choque pelo alto entre o lateral esquerdo Matías Viña e o volante Patrick de Paula. O uruguaio levou a pior e teve de ser substituído por causa de um ferimento na cabeça. Diogo Barbosa, então, foi alçado no jogo.

O Palmeiras voltou com mais iniciativa na etapa final do clássico. A postura logo culminou em duas chances claras. Primeiro, com Willian, que bateu rasteiro da entrada da área e viu o goleiro corintiano evitar o gol com os pés. No lance seguinte, o arqueiro espalmou uma bola cabeceada pelo zagueiro Vitor Hugo. Cássio ainda fez mais duas defesas importantes no decorrer da partida.
O treinador do Palmeiras buscou alterar o panorama logo no retorno do intervalo. Lucas Lima ganhou uma chance ao entrar no lugar de Zé Rafael. Aos 14, Gabriel Menino e Raphael Veiga foram colocados nas vagas de Mayke e Willian, respectivamente. Tiago Nunes respondeu em seguida ao pôr Ederson na vaga de Camacho e Janderson no lugar de Everaldo.

O panorama do jogo, porém, não mudou. No último lance do clássico, Wesley teve uma boa oportunidade em um cruzamento da esquerda. Ele pegou a sobra, mas o chute estourou em cima do lateral Carlos.

Leia mais:  Vasco vence Ceará e vai à liderança do Brasileirão

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Danilo Avelar, Gil, Carlos; Gabriel, Camacho (Ederson), Ramiro (Sidcley), Luan (Mateus Vital), Everaldo (Janderson); Boselli. T.: Tiago Nunes

PALMEIRAS
Weverton; Mayke (Gabriel Menino), Felipe Melo, Vitor Hugo, Matías Viña (Diogo Barbosa); Bruno Henrique, Patrick de Paula, Zé Rafael (Lucas Lima); Willian (Raphael Veiga); Luiz Adriano, Rony (Wesley). T.: Vanderlei Luxemburgo

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Juiz: Raphael Claus
Cartões amarelos: Mayke e Patrick de Paula (Palmeiras)
Gol: Gil, aos 14 minutos do primeiro tempo

Por: DL News

Comentários Facebook
Propaganda

Esportes

Minas afasta Maurício Souza, que é multado e deverá se retratar após declarações homofóbicas

Publicados

em

Central fez postagem nas redes sociais sobre a orientação sexual do novo Super-Homem: “Vai nessa que vai ver onde vamos parar”, publicou

Diante do caso envolvendo Maurício Souza, o Minas afastou o jogador por causa de declarações homofóbicas postadas nas redes sociais. Como havia antecipado o ge durante a tarde, o clube mineiro confirmou, em um comunicado oficial divulgado nas redes sociais, que o jogador ainda terá de se retratar publicamente e pagar uma multa.

“O presidente do Minas Tênis Clube, Ricardo Vieira Santiago, se reuniu com o atleta Maurício Souza esta tarde e lhe informou sobre o seu afastamento por tempo indeterminado. O atleta também recebeu uma multa e foi orientado a fazer uma retratação pública imediata.”

Nesta terça-feira, os principais patrocinadores da equipe se manifestaram sobre o posicionamento do atleta. As empresas pediram, em notas separadas, “medidas cabíveis” ao clube mineiro e repudiaram as declarações homofóbicas do jogador.

Diante do caso envolvendo Maurício Souza, o Minas afastou o jogador por causa de declarações homofóbicas postadas nas redes sociais. Como havia antecipado o ge durante a tarde, o clube mineiro confirmou, em um comunicado oficial divulgado nas redes sociais, que o jogador ainda terá de se retratar publicamente e pagar uma multa.

“O presidente do Minas Tênis Clube, Ricardo Vieira Santiago, se reuniu com o atleta Maurício Souza esta tarde e lhe informou sobre o seu afastamento por tempo indeterminado. O atleta também recebeu uma multa e foi orientado a fazer uma retratação pública imediata.”

Nesta terça-feira, os principais patrocinadores da equipe se manifestaram sobre o posicionamento do atleta. As empresas pediram, em notas separadas, “medidas cabíveis” ao clube mineiro e repudiaram as declarações homofóbicas do jogador.

Leia mais:  Vasco vence Ceará e vai à liderança do Brasileirão

Mais cedo, uma reunião entre a diretoria do Minas e os patrocinadores do clube tratou sobre o assunto. Segundo apurou o ge, o Minas entendia que não havia clima para Maurício atuar nos próximos jogos. A estreia da equipe mineira na Superliga está prevista para sábado, contra o São José dos Campos. Assim, cogitou a possibilidade de rescindir o contrato do jogador.

No entanto, as partes chegaram a um acordo, e central mostrou-se disposto a uma retratação. Além da multa, Maurício Souza será afastado por tempo indeterminado. Só depois poderá se juntar novamente ao elenco.

Entenda o caso

 

Há cerca de duas semanas, a DC Comics anunciou que o novo Super-Homem, filho de Clark Kent, se descobrirá bissexual nas próximas edições das histórias em quadrinhos. O assunto, que foi um dos mais comentados do Twitter no dia da divulgação, também movimentou a comunidade do voleibol brasileiro.

Após a publicação da editora, Maurício Souza, postou a foto do Super-Homem e fez críticas à decisão da DC. O Minas se manifestou ainda nessa segunda-feira sobre a publicação do jogador. O clube disse que respeitava a liberdade de opinião de cada atleta, mas que não aceitava declarações homofóbicas.

– Ah é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar – postou o jogador, que recebeu comentários de apoio de outros atletas do vôlei, como Wallace e Sidão.

 

Leia mais:  Tênis: Bia Haddad vai bem em torneio em Portugal

O ponteiro Douglas, um dos destaques da seleção brasileira de vôlei nas Olimpíadas de Tóquio, faz parte da comunidade LGBTQIA+ e postou a mesma imagem da DC, com dizeres totalmente contrários ao exposto pelo jogador do Minas.

– Engraçado que eu não virei heterossexual vendo os super-heróis homens beijando mulheres. Se uma imagem como essa te preocupa, sinto muito, mas eu tenho uma novidade pra sua heterossexualidade frágil. Vai ter beijo sim. Obrigado DC por pensar em representar todos nós e não só uma parte ❤️ – escreveu.

O assunto gerou uma grande repercussão nas redes sociais após os internautas considerarem as postagens como indiretas entre os companheiros de seleção. Maurício, apesar das críticas que levou com seu protesto, continuou endossando sua opinião nas redes sociais.

– Hoje em dia o certo é errado e o errado é certo… Não se depender de mim. Se tem que escolher um lado eu fico do lado que eu acho certo! Fico com minhas crenças, valores e ideias – encerrou.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana