conecte-se conosco


POLÍTICA

Compras de vacinas pelo governo estadual e empresas são aprovadas na Alesp

Publicado em

POLÍTICA

source
Vacinação
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Vacinação “drive thru” é a principal estratégia para imunização dos brasileiros

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou nesta quarta-feira (7) o projeto de lei que autoriza a compra de vacinas contra a covid-19 pelo governo estadual e pelo setor privado. A regra para a aquisição vale desde ela seja aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ou por autoridades sanitárias estrangeiras.

No início da votação, nesta terça-feira (6), o texto inicial não incluía a compra por empresas privadas, porém, o substitutivo foi aprovado nas comissões e levado para votação no plenário.

De acordo com o texto substitutivo, a aquisição pelo governo estadual e pelo setor privado só poderá ser feita seguindo as leis federais e se não houver prejuízo aos demais entes da federação. O estado de São Paulo também fica autorizado a abrir crédito adicional especial para a compra.

No caso do setor privado, também será permitido a distribuição e aplicação das vacinas. Dos 75 parlamentares que participaram da votação sobre a compra de imunizantes por empresas, 53 votaram a favor e 21 contra, com uma abstenção.

Leia mais:  Após morte de Major Olímpio, Lira restringe presença física na Câmara

“Soro anti-Covid”

O projeto também possibilita a utilização do “soro anti-Covid”, produzido pelo Instituto Butantan. Pela regra, ela deverá ser feita apenas em ambiente hospitalar, com os resultados registrados detalhadamente no prontuário do paciente. Além disso, pelo menos um hospital de referência no tratamento do vírus deverá ser destacado para sistematizar os resultados da aplicação.

O texto segue agora para sanção ou veto, total ou parcial, do governador João Doria (PSDB).

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Gentili se reúne com ex-marqueteiro de Bolsonaro por candidatura em 2022

Publicados

em

Por

source
Danilo Gentili pode concorrer à presidência em 2022
Reprodução/SBT

Danilo Gentili pode concorrer à presidência em 2022

Danilo Gentili deve concorrer à presidência em 2022. O apresentador teria se reunido, neste sábado (10), com o ex-marqueteiro de Bolsonaro, André marinho, além de membros do MBL (Movimento Brasil Livre). As informações são da jornalista Mônica Bergamo.

O MBL vê como trunfo o fato de Gentili grande alcance entre os jovens. O apresentador seria importante para tirar votos de Jair Bolsonaro (sem partido), em uma tentativa do grupo de tirar o atual presidente do segundo turno .

Segundo a jornalista, líderes do MBL , como Renan Santos e o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) pretendem se agregar em um mesmo partido em 2022 para as candidaturas a cargos eletivos. Nessa estratégia, Gentili seria um bom ‘puxador de votos’.

O grupo teria se animado com a provável candidatura de Gentili após o  ex-juíz e ministro da Justiça, Sergio Moro, dizer que votaria no apresentador.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana