conecte-se conosco


POLÍTICA

Ciro pede que Lula concorra como vice e é criticado por petistas: “desespero”

Publicado em

POLÍTICA

source
Ciro Gomes pediu que Lula tenha
Reprodução

Ciro Gomes pediu que Lula tenha “generosidade” e não imite Maduro e Morales

Nesta segunda-feira (2), o  ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) voltou a falar sobre a participação do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva nas eleições de 2022. Segundo ele, o petista deveria ter “generosidade” e repetir o que Cristina Kirchner fez na Argentina: concorrer como vice-presidente.

“A gente devia pedir a ele que se compenetrasse e não imitasse o exemplo desastrado do Maduro na Venezuela ou do Evo Morales na Bolívia. E olhasse o que a Kirchner fez, dando um passo atrás e ajudando a Argentina a se reconciliar”, afirmou Ciro , durante participação em evento com sindicalistas promovido pela Central dos Sindicatos Brasileiros.

Segundo o pedetista , a próxima campanha pode repetir propaganda antipetista que marcou 2018 caso Lula resolva participar do pleito: “imaginem o Bolsonaro querendo recuperar sua popularidade lembrando da esculhambação do Palocci, a esculhambação do Zé Dirceu , a esculhambação não sei de quem. É fazer de novo campanha em cima dos exemplos”.

Entretanto, a fala não foi bem recebida entre os petistas . Segundo aliados do ex-presidente ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo, o pedido soou como “desespero” de Ciro e ressaltaram que o timing da declaração foi o pior possível, ocorrendo no mesmo dia em que uma nova pesquisa XP/Ipespe mostrou que  Lula já aparece com números melhores do que Bolsonaro entre os eleitores.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Doria diz que Bolsonaro é responsável por parcela de vidas perdidas para a Covid

Publicados

em

Por

source
João Doria (PSDB) e Jair Bolsonaro (sem partido)
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

João Doria (PSDB) e Jair Bolsonaro (sem partido)

Nesta quarta-feira (14), o governador de São Paulo,  João Doria (PSDB), interrompeu a coletiva de imprensa para fazer críticas ao  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em relação à gestão da pandemia no Brasil. Na ocasião, Doria chamou Bolsonaro de “maluco” e disse que ele é, em parte, responsável pelas vidas perdidas pela Covid-19 .

O governador leu trecho de uma notícia que fala sobre Bolsonaro, dizendo que ele espera sinalização da população contra o lockdown. “Quero dizer ao presidente Bolsonaro que o senhor deveria esperar do povo aquilo que o senhor não oferece, compaixão e proteção à população do seu país”, afirmou.  Doria ainda destacou que o presidente fazia o pronunciamento a “apoiadores dele, ou seja, malucos como ele”.

De acordo com ele, o negacionismo de Bolsonaro em relação à doença contribuiu para o alto número de mortes. “É responsável por uma parcela considerável das quase 380 mil vidas que se perderam no Brasil”. “Se o senhor tivesse compaixão e liderança, teria oferecido vacina e não cloroquina à população”, concluiu.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana