conecte-se conosco

POLÍTICA

Cedae recusa dar desconto na água e caso pode parar na Justiça

Publicado

source
Fachada da sede da Cedae arrow-options
Cedae / Reprodução

Cedae vetou redução no valor da conta de água

Acabou sem acordo a reunião realizada nesta sexta-feira (14), no Palácio Guanabara , que tinha o objetivo de definir o desconto que os consumidores do Rio poderão ter na conta da Cedae por causa da crise da água. Um novo encontro foi marcado para segunda-feira para dar continuidade às tratativas. Segundo a defensora pública Patrícia Cardoso Maciel Tavares, a questão pode parar na Justiça caso as partes não cheguem a uma proposta que seja boa para todos.

Participaram do encontro representantes da Defensoria Pública estadual, do Ministério Público e do governo do estado. A reunião não foi aberta à imprensa.

A expectativa era a de que um Termo de Ajustamento de Conduta fosse assinado, para que, a partir do próximo mês, as contas de água venham com descontos referentes ao mês de janeiro, em que a cobrança aos consumidores foi normal, mesmo com o fornecimento de água de má qualidade. A proposta, no entanto, foi rejeitada pela Cedae.

Leia mais:  Decisão de Toffoli sobre Coaf paralisa 935 investigações, diz Ministério Público

Leia também: Presidente da Cedae não responde a perguntas em audiência e revolta deputados

O presidente da companhia, Renato Espírito Santo, entregou em mãos para o governador Wilson Witzel um relatório com críticas ao acordo elaborado pela Defensoria. Os termos da proposta não são de conhecimento público, estão sendo mantido em sigilo desde o início das negociações. O governador repassou as críticas à defensora, além de um pedido da Cedae para estender em mais 15 dias o prazo de negociação.

Coordenadora do Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon), Patrícia Cardoso afirma que a companhia não concordou com a metodologia apresentada.

Leia também: Festa durante crise da água no Rio motivou a demissão de presidente da Cedae

“A cedae não reconhece que teve vício na prestação de serviço. A cedae entende que a metodologia que nós utilizamos para chegar ao percentual de desconto sugerido não é a melhor metodologia. Então, para que a gente possa chegar a um acordo que seja bom para ambas as partes, porque nós estamos aqui na defesa de milhões de consumidores que mercem uma reparação pelo dano sofrido, a gente tem que avançar um pouco mais. Se na segunda-feira não houver uma resposta razoável da presidência da Cedae, se não tiver algum avanço, aí infelizmente teremos que ajuizar a ação”, afirmou, em entrevista ao RJTV 2ª edição .

Na última terça, em audiência pública na Alerj sobre a crise hídrica, a mesma defensora havia explicado que o objetivo era travar o acordo sem precisar judicializar a questão.

Leia mais:  Deputado do PSL pergunta 'Qual o problema se a Terra for plana?' durante CPI

“Inicialmente não entramos com ação, até porque já havia uma do MPRJ para exigir a qualidade da água. Mas, estudamos o caso, e propomos acordo para que a população receba indenização”, explicou a defensora, na ocasião.

Em nota, o Governo do Estado afirmou que vai voltar a se reunir com a Defensoria Pública e a Cedae na segunda, para “encontrar uma solução para reduzir os prejuízos do consumidor fluminense”.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Bolsonaro celebra 10 milhões de curtidas em rede social: “O Brasil é nosso”

Publicado

por

source

Agência Brasil

Bolsonaro arrow-options
Reprodução

Em publicação, presidente exaltou a marca alcançada nas redes sociais

Na noite deste domingo (23), o presidente Jair Bolsonaro postou um vídeo celebrando a marca de 10 milhões de curtidas no facebook. Vestindo uma camiseta do Goiás, o presidente agradeceu aos apoiadores pela confiança: “Muito obrigado a vocês pelo apoio e pela confiança. O Brasil é nosso, valeu pessoal!”.

Leia também: Tubarão pré-histórico ataca submarino nas Bahamas, assista

O presidente Bolsonaro passa o carnaval no Forte dos Andradas, no Guarujá (SP). A base militar é a última fortaleza construída no Brasil, inaugurada em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial.

Em outra publicação, já nesta segunda-feira (24), ele destacou o trabalho de homens do Exército, coordenados pelo Ministério da Infraestrutura e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), na recuperação de rodovias brasileiras durante o carnaval.

Leia mais:  Falas sobre AI-5 devem ser consideradas sob "aspecto pessoal", diz porta-voz

“(..) não descansam para tornar a vida dos motoristas e usuários das BRs do Brasil mais segura. Foram décadas de abandono! O trabalho continua”, disse em meio a uma montagem de fotos e vídeos com as obras.

Leia também: Após ataque ao irmão, Ciro chama Carlos Bolsonaro de “libélula deslumbrada”

Também pela mesma rede social, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, publicou um vídeo dos trabalhos desse sábado. “Nosso 1º Batalhão Ferroviário (Lages-SC) avança firme nos trabalhos da duplicação da BR-116, trecho Guaíba-Tapes”, destacou.

Leia mais:  Deputado do PSL pergunta 'Qual o problema se a Terra for plana?' durante CPI


Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana