conecte-se conosco


Entretenimento

Carlos Vereza perde processo para Zé de Abreu após ser chamado de “esclerosado”

Publicado

source
Carlos Vereza perde processo para José de Abreu
Reprodução/Instagram

Carlos Vereza perde processo para José de Abreu

O ator Carlos Vereza perdeu um processo que movia contra José de Abreu . Em janeiro de 2020, os dois artistas se envolveram em uma briga nas redes sociais por conta da posse de Regina Duarte na Secretaria Especial da Cultura. Vereza disse que Abreu deveria respeitar as opiniões diferentes da dele e foi chamado de “fascista” e “esclerosado” pelo colega de profissão.

Por conta das ofensas, Vereza entrou com um processo contra Zé de Abreu por calúnia, injúria e difamação. Segundo o jornal Extra, o processo corre na 34ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, mas foi rejeitado pelo juiz Rudi Baldi Loewenkron. O magistrado recusou a queixa-crime por entender que não houve infrações. Vereza ainda pode apelar na Justiça.

A briga que deu início ao processo começou porque José de Abreu estava criticando Regina Duarte no cargo do governo Bolsonaro e Carlos Vereza se incomodou com isso. “Alô, José de Abreu! Respeite a Regina Duarte! Respeite as escolhas diferentes das suas! Sempre te tratei com afabilidade, aceitando seu ponto de vista em questões ideológicas. Por que vibrar sempre no ódio, nas baixas energias?”, o ator escreveu.

“Meu caro colega, Carlos Vereza. Achei muito bonito seu apelo para que eu respeite Regina Duarte. Mas, infelizmente, eu não respeito nem fascistas nem quem os apoia, como você e ela. Achei bonita sua hipocrisia, sua falta de caráter e memória, digna de um esclerosado que costuma falar com supostos aliens, considerados ‘espíritos superiores’ que vieram visitá-lo em discos voadores, como se pode ver em um vídeo postado na rede”, Zé de Abreu responder.

Depois da decisão do juiz de não aceitar a queixa-crime, José de Abreu voltou a alfinetar Carlos Vereza. “De torturado a apoiador de torturador. Pediu a Temer apoio contra corrupção! Apoiou Bolsonaro e Regina Duarte. E o processado fui eu! Na segunda foto a decisão da Justiça”, o ator escreveu na legenda de uma publicação com uma foto da decisão judicial.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Ludmilla compartilha crítica sobre lockdown e apaga após ser criticada

Publicado

por

source
Ludmilla
Instagram/Reprodução

Ludmilla

Ludmilla movimentou a internet nesta sexta-feira (5), após compartilhar uma crítica ao lockdown decretado no Rio de Janeiro, onde a cantora reside com a família. A publicação da funkeira questiona se pessoas de serviços considerados não essenciais continuarão frequentando serviços essenciais. “Vidas importam e os trabalhos também”, diz um trecho do texto, que foi apagado minutos depois da publicação ir ao ar. Mas os internautas tiraram print e desde então a cantora vem sendo muito criticada por conta da postagem.

O texto publicado por Ludmilla, que é originalmente do especialista em sobrancelhas, Rafa Paixão, dizia o seguinte: “Será que o dono da academia (não essencial) continuará indo ao supermercado (essencial)? Será que o dono da loja de vestuários (não essencial) continuará indo ao posto de combustível (essencial)? Será que a dona do bar (não essencial) continuará indo à loja de material de construção (essencial)? Será que a filha do músico (não essencial) continuará naquele colégio (essencial)? Será que a dona Maria, garçonete (não essencial), pagará o IPTU (essencial)? Será que o vendedor ambulante (não essencial) pagará o aluguel (essencial)? Será que o artesão (não essencial) pagará a conta de água, luz (essencial)? Será que o que está sendo considerado não essencial, realmente não é mesmo essencial? Tudo é essencial. Vidas importam e os trabalhos também”.

Leia mais:  Viradouro anima, mas comete erro na frente de cabine de jurado
Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana