conecte-se conosco

POLÍTICA

Carlos Bolsonaro responde à reportagem de jornal: “teu c*”

Publicado

source
Carlos Bolsonaro arrow-options
Reprodução/Youtube

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) tem respondido de forma arisca aos jornais que produzem conteúdos sobre sua família ou escândalos envolvendo o PSL.

O vereador e filho do presidente, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), respondeu nesta segunda-feira (28) à uma matéria veiculada pelo jornal Correio Braziliense a respeito da crise do PSL com a hashtag #teuc*.

Leia mais: Sítio de Atibaia: Anulação da condenação de Lula é suspensa por tribunal

A matéria se tratava especificamente sobre depoimentos de assessores que expuseram ainda mais os filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) . As suspeitas de que a estrutura da sede do governo estaria sendo usada para comandar uma série de perfis falsos nas redes sociais com o intuito de espalhar fake news também consta na matéria. 

A resposta desta segunda (28) não foi a primeira rebatida à imprensa por Carlos Bolsonaro . A coluna de Mônica Bergamo compartilhou uma imagem humorística de Renato Terra a respeito de um vídeo compartilhado no twitter do presidente Jair Bolsonaro, no qual um leão estava cercado por hienas. 

Leia mais:  Moro defende indulto de Natal a militares assinado por Bolsonaro: "Humanitário"

Leia também: Justiça manda prender de novo Garotinho e a mulher dele Rosinha Matheus

A postagem de Mônica em sua conta oficial do twitter dizia: “Carluxo @CarlosBolsonaro, indicado para a embaixada de Hollywood pelo pai, posta vídeo em que hienas atacam Pavão Misterioso. (Humor – Renato Terra)”. 

Em seguida, o vereador rebateu: “Fakenews! A narrativa de vocês condiz com o caráter!”. O jornal O Globo também foi alvo de críticas de Carlos Bolsonaro . Em uma matéria sobre denúncias que apontavam para o uso de robôs nas redes bolsonaristas, Carlos Bolsonaro postou vários emojis com robozinhos. 

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Feliciano chama Bebianno de político Big Brother, que rebate: “Explorador de fé”

Publicado

por

source
Marco Feliciano (sem partido) e Gustavo Bebianno (PSDB) arrow-options
Montagem

Marco Feliciano (sem partido) e Gustavo Bebianno (PSDB)

O pastor e deputado federal, Marco Feliciano (sem partido), chamou o ex-Secretário-Geral Gustavo Bebianno (PSDB) de “político Big Brother”, na noite deste domingo (26).

Leia também: Passageiro “desaparece” em corrida e mensagem desesperada de motorista viraliza

O comentário de Feliciano, que é defensor de Bolsonaro, ocorreu após o tucano ter criticado o presidente pela forma que tratou o ministro Sérgio Moro nos últimos dias — com a possibilidade de separar o Ministério da Justiça e Segurança Pública. 

Bebianno rebateu ao comentário, afirmando que o pastor “é daqueles que exploram a fé alheia e misturam religião com política, apenas para se locupletar (enriquecer)”, disse ao colunista Chico Alves do UOL , nesta segunda-feira (27).

Bebianno foi demitido do governo Bolsonaro logo no início do ano passado, em fevereiro de 2019, participando da gestão por menos de dois meses. Após sair de seu cargo, ele passou a ter um posicionamento crítico ao presidente, desagradando à base bolsonarista, da qual Feliciano faz parte. 

Leia mais:  Fim do DPVAT é nova etapa do 'complexo' de Bolsonaro com o trânsito

“Ele é político BigBrother. Começou achando que era o dono do pedaço, surtou com a fama, fez intriga com meio mundo, foi descoberto e mandado para fora da casa. Depois de um tempo, ninguém mais sabe quem é! Oh, vida cruel!”, publicou Marco Feliciano em sua conta de Twitter.

Leia também: Adolescente morre e outros quatro são internados após beberem “loló”

“Pastor Feliciano é aquele petista de carteirinha que vivia adulando a presidente Dilma, e que agora bajula os Bolsonaro? Aquele que buscou a aprovação do projeto da ‘cura gay’?”, afirmou Bebianno. “Vive envolvido em escândalos grotescos, tal como o tratamento odontológico de R$ 157 mil com dinheiro público e aquela história enrolada com a Patrícia Lelis”.

Leia mais:  "Quem não reza a cartilha do Amoêdo, ele boicota", diz Salles sobre Partido Novo

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana