conecte-se conosco


POLÍTICA

Bolsonaro sofre 30 pedidos de impeachment em uma semana; total vai a 104

Publicado em

POLÍTICA

source
Bolsonaro é o presidente com mais pedidos de impeachment na história da República brasileira: 104
Isac Nóbrega/PR

Bolsonaro é o presidente com mais pedidos de impeachment na história da República brasileira: 104

Só nos últimos sete dias, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sofreu 30 pedidos de impeachment; o último, protocolado nesta segunda-feira (5). Desde o início do mandato em 2018, o mandatário acumula 104 pedidos de impeachment . As informações são do Metrópoles .

A média de pedidos de impeachment dos últimos seis presidentes é 33. Bolsonaro é o presidente com mais requerimentos para ser afastado do cargo na história da República. No entanto, nenhum foi aberto.

O ex-presidente Michel Temer (MDB) foi alvo de 33 pedidos de impeachment em seu curto mandato. A antecessora, Dilma Roussef — afastada do cargo em 2016 — teve 68 requerimentos de impedimento. Lula, foi alvo de 47 pedidos, segundo a Secretaria-Geral da Mesa da Câmara.

O último tucano que ocupou a presidência, Fernando Henrique Cardoso, sofreu 24 pedidos. Seu antecessor Itamar Franco, 4. Collor, afastado da presidência em 

Contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, foram 24 pedidos de impeachment. O ex-presidente Itamar Franco foi alvo de quatro, e o ex-presidente Fernando Collor, afastado do cargo em 1992, foi alvo de 29 requerimentos.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Gentili se reúne com ex-marqueteiro de Bolsonaro por candidatura em 2022

Publicados

em

Por

source
Danilo Gentili pode concorrer à presidência em 2022
Reprodução/SBT

Danilo Gentili pode concorrer à presidência em 2022

Danilo Gentili deve concorrer à presidência em 2022. O apresentador teria se reunido, neste sábado (10), com o ex-marqueteiro de Bolsonaro, André marinho, além de membros do MBL (Movimento Brasil Livre). As informações são da jornalista Mônica Bergamo.

O MBL vê como trunfo o fato de Gentili grande alcance entre os jovens. O apresentador seria importante para tirar votos de Jair Bolsonaro (sem partido), em uma tentativa do grupo de tirar o atual presidente do segundo turno .

Segundo a jornalista, líderes do MBL , como Renan Santos e o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) pretendem se agregar em um mesmo partido em 2022 para as candidaturas a cargos eletivos. Nessa estratégia, Gentili seria um bom ‘puxador de votos’.

O grupo teria se animado com a provável candidatura de Gentili após o  ex-juíz e ministro da Justiça, Sergio Moro, dizer que votaria no apresentador.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana