conecte-se conosco


POLÍTICA

“Bolsonaro podia pedir desculpas a Deus por invocar seu nome em vão”, diz Haddad

Publicado em

POLÍTICA

source
Haddad provoca Bolsonaro arrow-options
Arquivo/Agência Brasil

‘Bolsonaro pediu desculpas ao STF. Podia pedir desculpas a Deus por invocar seu nome em vão”, tuíta Haddad.

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) afirmou em seu Twitter, nesta terça-feira (29), que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) podia pedir desculpas a “Deus por invocar seu nome em vão”.

Leia também: Bolsonaro pede desculpas ao STF e diz que publicação de vídeo foi um ‘erro’

O tuíte de Haddad foi motivado pelo pedido de desculpas que Bolsonaro realizou ao Supremo Tribunal Federal (STF), devido a um vídeo divulgado nesta segunda (28) no Twitter do presidente.

No vídeo , há um leão, que simboliza Bolsonaro, cercado por hienas, que representam entidades, como o STF, a ONU e o PSL. O presidente se desculpou publicamente pelo ocorrido, afirmando que foi uma situação injusta, em que haviam errado e que haveria retratação.

Haddad utilizou as redes sociais para provocar Bolsonaro . Afirmou que além de se desculpar com o STF, o presidente poderia pedir desculpas ao povo argentino ( já que Bolsonaro não quis cumprimentar o novo presidente da Argentina , Alberto Fernández), ao povo brasileiro, à humanidade, aos seres vivos e a Deus.

Leia mais:  Senadores propõem leis que punem 'fura-filas' da vacina em até 6 anos de prisão

Leia também: Joice Hasselmann critica vídeo publicado por Bolsonaro: “Burrice é ilimitada”

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

“Vou tomar por último, tem muita gente apavorada”, diz Bolsonaro sobre vacina

Publicados

em

Por

source
Presidente Jair Bolsonaro
Foto: Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro

Na sexta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não pretende tomar a vacina da Covid-19 agora. Em conversa com apoiadores que o esperavam em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente justificou que a decisão é pelo fato de ter “muita gente apavorada” esperando pela vacina.

“O que acontece, tem muita gente apavorada aí aguardando a vacina, então deixa as pessoas tomarem na minha frente. Vou tomar por último. Eu acho que essa é uma atitude louvável. Porque tem gente que não sai de casa, está apavorado dentro de casa”, disse Bolsonaro. O presidente chegou a se queixar que a imprensa teria criticado a sua decisão de se vacinar por último. “Em vez da imprensa me elogiar, me critica”, afirmou.

Bolsonaro está apto a receber a vacina no Distrito Federal desde o dia 3 de abril. Antes, ele explicava que não ia se vacinar porque já teria contraído o vírus em julho do ano passado.

De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa da quinta-feira (15), 25.460.098 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. O número representa 12,02% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 8.558.567 pessoas (4,04% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana