conecte-se conosco

POLÍTICA

Bolsonaro diz lamentar a morte de inocentes em Paraisópolis

Publicado

source
Bolsonaro de perfil arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Bolsonaro diz lamentar a morte de inocentes em Paraisópolis


Em uma rápida entrevista em Brasília nesta segunda-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que tomou conhecimento da morte de nove pessoas após ação policial em um baile funk em Paraisópolis, em São Paulo e disse lamentar que inocentes tenham perdido a vida.

Leia também: Mãe de vítima de Paraisópolis acha que filho não foi pisoteado: “foi chacina”

Bolsonaro não quis entrar em muitos detalhes, mas disse que nunca fica feliz nesses momentos. “Eu lamento a morte de inocentes”.

Nove pessoas morreram pisoteadas na madrugada de domingo (01) durante um baile funk em Paraisópolis , em São Paulo. Oficiais da Rocam (Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas) perseguiam dois suspeitos que atiraram contra eles na Marginal Pinheiros, iniciando uma perseguição.

Leia também: Atuação de policiais em Paraisópolis será alvo de apuração, diz comando da PM

Os suspeitos teriam entrado em Paraisópolis e seguido em direção ao baile funk, com a presença de cerca de 5 mil pessoas. A polícia usou munições químicas para dispersar o público, e na confusão as pessoas foram pisoteadas. Ao todo 10 pessoas foram para o hospital do Campo Limpo em estado grave, mas somente uma sobreviveu. Outras sete ficaram feridas. 

Leia mais:  Flávio Bolsonaro diz que acusação sobre vazamento é ‘invenção’

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Grupo Anonymous revela dados de Bolsonaro, familiares e ministros

Publicado

por

source
dois frames, homem sério em um deles e homem de máscara em outro
Agência Brasiil e reprodução de vídeo

Grupo divulgou dados de Bolsonaro e familiares

O grupo Anonymous Brasil revelou, na noite da segunda-feira (1), dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro, de seus filhos, da sua ex-esposa e dos ministros Abraham Weintraub e Damares Alves.

A informação sobre o vazamento foi confirmada pelo deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), que também teve dados divulgados e afirmou pelas redes sociais que vai registrar um boletim de ocorrência sobre o assunto. “Anonymous Brasil, de forma criminosa, acaba de divulgar todos os meus dados nas redes sociais. Para que colocar os meus familiares em risco?”, questionou o deputado.

Leia também: Interferência na PF: PGR quer mais um mês para investigar Bolsonaro

Os filhos do presidente que tiveram dados vazados foram o vereador Carlos Bolsonaro e o deputado federal Eduardo Bolsonaro. Todas as divulgações ocorreram pelo twitter do Anonymous Brasil, conta que foi derrubada pouco após a publicação.

“Não nos importamos, pois somos como uma hydra, corte uma cabeça e nascerá outras duas no lugar”, afirmou um novo perfil que se disse ligado ao grupo do vazamento pouco após o primeiro perfil ser excluído.

Leia mais:  Doria reúne prefeitos para definir ações de combate ao coronavírus em São Paulo

Leia também: Bolsonaro liga para Trump e agradece envio de mil respiradores

Segundo a coluna Sonar, do jornal O Globo, alguns dos dados divulgados já eram de conhecimento público, como a declaração de bens imobiliários. Nenhum dos filhos de Jair Bolsonaro, dos ministros ou o próprio presidente se posicionou até o momento. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana