conecte-se conosco

BNDES investe em fundo que apoia empresas de médio porte

Publicado

.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou hoje (6), no Rio de Janeiro, que irá, com um aporte de até R$ 300 milhões em fundo de investimento, apoiar empresas de médio porte. A estimativa é que, com a participação de outros investidores institucionais, o fundo apoie os negócios de quatro a seis empresas brasileiras, com potencial de geração de empregos no país. 

O BNDES aprovou a subscrição de até R$ 300 milhões no fundo de investimento em participações Alaof V Brasil. Segundo o banco, o valor efetivamente aplicado está limitado a 25% do total subscrito no fundo. Com apoio indireto de instituições financeiras e agências de desenvolvimento internacionais, o fundo poderá dispor de até R$ 1,2 bilhão para alavancar negócios no Brasil. 

A intenção é, com os recursos, oferecer aportes que podem variar entre  R$ 80 milhões e R$ 300 milhões em cada negócio. Além do dinheiro, a gestora afirma que terá influência sobre as principais decisões operacionais, financeiras e estratégicas das empresas, a fim de gerar mais valor para elas. Diz ainda que buscará implementar níveis internacionais de governança, transparência e responsabilidade socioambiental nas companhias apoiadas.

Leia mais:  Economia de MG perde mais sem isolamento social, diz estudo da UFMG

Empresas de diversos setores

De acordo com o BNDES, o fundo buscará investir principalmente em empresas de médio porte de diferentes setores, como saúde, educação, farmacêutico, consumo e varejo, tecnologia e gestão de resíduos, entre outros. O fundo deverá ter duração de dez anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois. 

O período de investimento poderá durar entre 5 e 7 anos. Após esse tempo, o fundo terá um período dedicado a gerir e eventualmente se desfazer de suas participações, remunerando o BNDES e os demais cotistas. 

O Alaof V Brasil é gerido pela Alaof do Brasil, gestora do grupo ACON Investments no Brasil. Foi um dos quatro fundos de private equity selecionados por meio de chamada multissetorial realizada pelo BNDES em dezembro de 2018.

 

Edição: Kleber Sampaio

Comentários Facebook
publicidade

Ex-Dominó Klaus Hee faz promoção e “desova” revistas com seus ensaios nu

Publicado

por

source
Klaus Hee e a coleção de revistas que colocou à  venda
Divulgação

Klaus Hee e a coleção de revistas que colocou à venda


Ex-integrante do grupo Dominó, Klaus Hee começou a semana revirando o baú. Na tarde desta segunda-feira, o bonitão, que também deu plantão como assistente de palco de Angélica e Celso Portiolli no programa “Passa ou Repassa”, do SBT, publicou um post anunciando a venda das edições de “Íntima” e “G Magazine” para as quais posou como veio ao mundo. Ah, e detalhe: autografadas. “Pessoal, estou desovando os exemplares das publicações adultas. Quem estiver interessado, 1 R$ 50,00 com sedex, 2 R$ 100,00 com sedex e 3 R$ 130,00 com sedex. Só chamar no direct”, disse, via Instagram.

Procurado, ele contou ao iG Gente que tem muitas revistas guardadas em sua casa, no escritório de seu primo, que é advogado e foi quem negociou o contrato na época, além de outras na residência de seu pai. “Ou seja, tenho demais! Para mim, bastam uma ou duas de cada para guardar de recordação. Isso sem contar que, agora, uma graninha é sempre bem-vinda”, manifestou-se, aos risos.

Leia mais:  PIB cresce 0,7% no trimestre encerrado em outubro

Para quem não sabe ou não se lembra, o primeiro ensaio foi para “Íntima” (depois rebatizada de “Íntima & Pessoal”), que também tirou a roupa de Humberto Martins, Sylvinho Blau Blau, Waguinho, ex-Morenos, Renato Gaúcho, entre outros famosos. Foi em 1999. Cinco anos depois, porém, Klaus aceitou a proposta da “G Magazine”. A chamada de capa fazia alusão à sua semelhança com o astro do filme “Top Gun — Ases Indomáveis”: “O nosso Tom Cruise é melhor que o deles”. Foi um sucesso! Tanto que, em dezembro de 2006, voltou às páginas da publicação sob o sugestivo título: “Mais maduro e gostoso que nunca”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana