conecte-se conosco


POLÍTICA

Blogueiro bolsonarista faz tratamento usado como piada homofóbica por Bolsonaro

Publicado

source
Blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio
Reprodução / Redes Sociais

Blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio

blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio começou a fazer tratamento com a técnica da ozonioterapia , que já foi alvo de piada homofóbica por parte do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).  Eustáquio sofreu uma queda em prisão na Papuda e agora está sem conseguir andar . Ele é investigado no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre os atos antidemocráticos .

“Após ozonioterapia, Oswaldo mostra melhora e tem sensibilidade das pernas. Hoje, Eustáquio conseguiu iniciar os primeiros movimentos dos dedos do pé direito e recuperar parcialmente a sensibilidade da perna esquerda. Ele teve melhora após a segunda sessão de ozonioterapia”, escreveu sua mulher, Sandra Terena, nas redes sociais.

Leia mais:  Luis Roberto Barroso defende combate às fake news como defesa da democracia

A técnica, que administra uma mistura de oxigênio e ozônio no corpo, já foi utilizada por Bolsonaro para fazer deboches de cunho homofóbico. O tratamento se tornou mais conhecido após o prefeito de Itajaí (SC), Volnei Morastoni (PSDB), sugerir que as aplicações são feitas pelo ânus.

Em vídeo do final de novembro do ano passado, o presidente aparece conversando com seus apoiadores na frente do Palácio da Alvorada e diz que deve viajar para Itajaí antes do Natal. Após o comentário, ele emenda que não vai “tomar ozônio lá”.

“O prefeito falou que cura Covid com ozônio, não pergunta onde é a aplicação, não”, afirmou Bolsonaro. “Tinha muita gente indo pra lá tomar [ozônio]. Estou com Covid”, completou. 

Em agosto, Eduardo Pazuello, então interino na Saúde, teve encontro oficial com defensores da ozonioterapia, que não tem eficácia comprovada no tratamento da Covid-19.

Leia mais:  Jilmar Tatto e Márcio França recorrem à busca por apoio da base evangélica

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Câmara dos Deputados vota esta semana a PEC Emergencial

Publicado

por

source
Câmara dos Deputados
Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados marcou para esta semana a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186/2019, a PEC Emergencial . O presidente da Casa, Arthur Lira, anunciou que pautará a PEC para apreciação diretamente no plenário, sem passar por comissões.

A expectativa é aprovar a admissibilidade do texto na terça-feira (9) e, no dia seguinte, a votação em plenário em dois turnos. Na avaliação de Lira, é importante aprovar logo a PEC para possibilitar o pagamento de novas parcelas do auxílio emergencial à população ainda em março. O relator da proposta na Câmara é o deputado Daniel Freitas (PSL-SC).

O texto cria mecanismos de ajuste fiscal, caso as operações de crédito da União excedam as despesas. Entre as medidas, estão barreiras para que a União, os estados e os municípios criem despesas obrigatórias ou benefícios tributários. A PEC também possibilita o pagamento do auxílio emergencial com créditos extraordinários sem ferir o teto de gastos públicos .

No Senado, o texto sofreu mudanças importantes. O relatório do senador Márcio Bittar (MDB-AC) teve que ceder à resistência de vários colegas e foi retirado o trecho mais polêmico do seu parecer, o fim da vinculação obrigatória de parte do orçamento a investimentos com saúde e educação. Bittar também retirou a redução de salário e jornada de trabalho dos servidores públicos, como expediente de ajuste fiscal e equilíbrio das contas públicas.

Bittar adicionou uma “trava” a mais para evitar um gasto excessivo com o auxílio emergencial. O relator limitou a R$ 44 bilhões o valor disponível para pagamento do auxílio emergencial. O governo estima retornar com o auxílio emergencial em forma de quatro parcelas de R$ 250 ainda este mês.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana