conecte-se conosco

Balança comercial tem superávit na terceira semana de fevereiro

Publicado

A balança comercial brasileira apresentou, na terceira semana de fevereiro, superávit de US$ 520 milhões, segundo dados divulgados hoje (2) pela Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia. Em um período de cinco dias úteis, as exportações chegaram a US$ 3,966 bilhões e as importações, a US$ 3,446 bilhões, ficando a corrente de comércio em US$ 7,412 bilhões.

A média das exportações da terceira semana de fevereiro ficou em US$ 793,2 milhões, 5,5% abaixo da média de US$ 839,8 milhões até a segunda semana. Segundo o Ministério da Economia, a redução ocorreu devido à queda nas exportações de produtos semimanufaturados e básicos. No mês, as exportações somam US$ 12,364 bilhões e as importações, US$ 11,259 bilhões, com saldo positivo de US$ 1,105 bilhão e corrente de comércio de US$ 23,624 bilhões.

No período, houve uma redução de 10,7%, de US$ 100,1 milhões  para US$ 89,4 milhões, no segmento de semimanifaturados, em especial na celulose, ferro fundido, ouro, ferro ou aço e também no óleo de soja em bruto.

Houve queda de 8,5% nas exportações de produtos básicos, especialmente em produtos como petróleo em bruto, carnes bovina e de frango, minério de cobre, café em grão e fumo em folhas. Com isso, a balança de exportações, no segmento, fechou em US$ 412,1 milhões, contra os US$ 450,2 milhões da segunda semana.

Leia mais:  Petrobras anuncia reajuste de 5% para a gasolina nas refinarias

O Ministério da Economia destaca que houve pequeno crescimento nas exportações de manufaturados de 0,8%, passando de US$ 289,5 milhões para US$ 291,7 milhões, em razão, principalmente, de óleos combustíveis, veículos de carga, suco de laranja não congelado, torneiras, válvulas e partes, máquinas e aparelhos para terraplanagem.

Do lado das importações, apontou-se queda de 11,8%, sobre igual período comparativo (média da terceirasemana, US$ 689,1 milhões sobre média até a segundasemana, US$ 781,4 milhões), explicada, principalmente, pela diminuição nos gastos com equipamentos mecânicos, farmacêuticos, cobre e suas obras, adubos e fertilizantes, equipamentos eletroeletrônicos.
 
A análise do mês mostra que, na comparação entre a terceira fevereiro de 2019 (US$ 786,9 milhões) e o mesmo período de 2020  (US$ 824,3 milhões), houve aumento de 4,8% nas exportações. A alta foi puxada especialmente pela venda de petróleo em bruto, algodão em bruto, carnes bovina, suína e de frango e minério de cobre.
 
Por outro lado, caíram as vendas de produtos semimanufaturados em 1,2%, passando de US$ 97,7 milhões para US$ 96,6 milhões, principalmente por conta da celulose, ouro em formas semimanufaturadas, semimanufaturados de ferro/aço, açúcar em bruto, couros e peles. Os produtos manufaturados também apresentaram uma redução de 0,7%, passando de US$ 292,2 milhões para US$ 290,2 milhões, por conta de aviões, automóveis de passageiros, partes de motores e turbinas para aviação, suco de laranja não congelado e laminados planos de ferro ou aço.
 

Relativamente a janeiro/2020, houve crescimento de 25,6%, em virtude do aumento nas vendas de produtos básicos (+33,9%, de US$ 326,8 milhões para US$ 437,5 milhões) e manufaturados (+25,4%, de US$ 231,4 milhões para US$ 290,2 milhões), enquanto diminuíram as exportações de produtos semimanufaturados (-1,7%, de US$ 98,2 milhões para US$ 96,6 milhões).

Leia mais:  SP: Sete em cada dez lojistas preveem queda nas vendas do Dia das Mães

Nas importações, a média diária até a terceira semana de fevereiro/2020, de US$ 750,6 milhões, ficou 18,9% acima da média de fevereiro/2019 (US$ 631,1 milhões). Nesse comparativo, cresceram os gastos, principalmente com equipamentos mecânicos (+131,0%), combustíveis e lubrificantes (+19,0%), farmacêuticos (+17,2%), químicos orgânicos e inorgânicos (+11,6%), plásticos e obras (+10,8%). Ante janeiro/2020, houve crescimento de 2,1%, pelos aumentos em equipamentos mecânicos (+83,0%), combustíveis e lubrificantes (+20,5%), farmacêuticos (+10,3%), plásticos e obras (+6,7%), químicos orgânicos e inorgânicos (+5,8%).

Edição: Nádia Franco

Comentários Facebook
publicidade

Ex-Dominó Klaus Hee faz promoção e “desova” revistas com seus ensaios nu

Publicado

por

source
Klaus Hee e a coleção de revistas que colocou à  venda
Divulgação

Klaus Hee e a coleção de revistas que colocou à venda


Ex-integrante do grupo Dominó, Klaus Hee começou a semana revirando o baú. Na tarde desta segunda-feira, o bonitão, que também deu plantão como assistente de palco de Angélica e Celso Portiolli no programa “Passa ou Repassa”, do SBT, publicou um post anunciando a venda das edições de “Íntima” e “G Magazine” para as quais posou como veio ao mundo. Ah, e detalhe: autografadas. “Pessoal, estou desovando os exemplares das publicações adultas. Quem estiver interessado, 1 R$ 50,00 com sedex, 2 R$ 100,00 com sedex e 3 R$ 130,00 com sedex. Só chamar no direct”, disse, via Instagram.

Procurado, ele contou ao iG Gente que tem muitas revistas guardadas em sua casa, no escritório de seu primo, que é advogado e foi quem negociou o contrato na época, além de outras na residência de seu pai. “Ou seja, tenho demais! Para mim, bastam uma ou duas de cada para guardar de recordação. Isso sem contar que, agora, uma graninha é sempre bem-vinda”, manifestou-se, aos risos.

Leia mais:  Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em abril

Para quem não sabe ou não se lembra, o primeiro ensaio foi para “Íntima” (depois rebatizada de “Íntima & Pessoal”), que também tirou a roupa de Humberto Martins, Sylvinho Blau Blau, Waguinho, ex-Morenos, Renato Gaúcho, entre outros famosos. Foi em 1999. Cinco anos depois, porém, Klaus aceitou a proposta da “G Magazine”. A chamada de capa fazia alusão à sua semelhança com o astro do filme “Top Gun — Ases Indomáveis”: “O nosso Tom Cruise é melhor que o deles”. Foi um sucesso! Tanto que, em dezembro de 2006, voltou às páginas da publicação sob o sugestivo título: “Mais maduro e gostoso que nunca”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana