conecte-se conosco


POLÍTICA

Após divergências, vereador Fernando Holiday anuncia saída do MBL

Publicado

source
Vereador Fernando Holiday (Patriota), agora, ex-MBL
André Bueno / CMSP

Vereador Fernando Holiday (Patriota), agora, ex-MBL

Um dos líderes do Movimento Brasil Livre ( MBL ), o vereador por São Paulo, Fernando Holiday (Patriota) ,  irá anunciar a saída do movimento nesta quinta-feira (28). A informação é do jornalista Fábio Zanini.

Segundo informações, nos últimos dias, Holiday e os integrantes do MBL se desentenderam nos bastidores”, mas segundo o próprio vereador, sua saída é “amistosa”.

A suposta falta de prioridadde do Movimento as causas de oposição ao aborto e defesa de causas LGBTQI+ são apontadas como motivo da saída do vereador, que considera essas pautas fundamentais no debate publico.

Contudo, divergências em relação a eleição para a presidência da Câmara dos deputados expõe um “racha” no Movimento Brasil Livre.

Você viu?

“Minha saída vai ter um impacto inicial para o movimento, mas por outro lado vai ser uma oportunidade de o MBL testar novas vozes, novas lideranças. Acho que vai ser mais arriscado para mim, já que me tornei conhecido por causa do grupo”, afirma Fernando ao blog Saída pela Direita.

Leia mais:  'Temos partidos em demasia', diz Marco Aurélio sobre nova legenda de Bolsonaro

O deputado estadual Arthur do Val , o Mamãe Falei, também confirmou a saída do vereador do movimento, e que apesar do desentendimento, “é amigo nosso. Não é uma briga”.

No segundo mandato como vereador, o político pretende se candidatar a deputado federal em 2022, mesmo cargo público que Kim Kataguiri (DEM-SP), ex-colega de movimento atua e que provavelmente, ocasionará uma disputa de votos.

Holiday estava no MBL praticamente desde sua fundação, em janeiro de 2015, sendo uma das vozes mais atuantes do grupo, que participou dos protestos pró- impeachment de Dilma Rousseff.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Bolsonaro deve disputar a reeleição em 2022 no Partido da Mulher Brasileira

Publicado

por

source
Bolsonaro deve disputar a reeleição em 2022 no Partido da Mulher Brasileira
Reprodução: iG Minas Gerais

Bolsonaro deve disputar a reeleição em 2022 no Partido da Mulher Brasileira

O presidente  Jair Bolsonaro (sem partido) deve se filiar ao Partido da Mulher Brasileira ( PMB ) para disputar a reeleição ao Palácio do Planato em 2022. As informações são do portal R7 .

Jair não só se filiará, como deve assumir o controle da sigla como presidente do partido ou presidente de honra. A medida visa diminuir o ” desgaste ” sofrido no PSL. Uma mudança no nome da legenda também está nos planos para prepará-lo à reeleição de Bolsonaro .

Com isso, encerra-se o projeto Aliança pelo Brasil – partido que Bolsonaro articulou para iniciar – já que a nova sigla abrigará os apoiadores bolsonaristas .


A legenda atualmente não conta com representantes no Congresso Nacional e possui somente três deputados estaduais: Maria Bethrose Fontenele Araújo, no Ceará ; Diogo Senior, no Amapá ; e Neto Loureiro, em Roraima .

Leia mais:  Luciano Huck sugere apoio da esquerda para Maia nas eleições da Câmara

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana