conecte-se conosco


POLÍTICA

Após assassinato de petista, partidos pedem ações de segurança ao TSE

Publicado em

POLÍTICA

Documento foi entregue em reunião com o ministro Alexandre de Moraes
Nelson Jr/SCO/STF

Documento foi entregue em reunião com o ministro Alexandre de Moraes

Partidos políticos que integram a coligação da pré-candidatura do  ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediram nesta quarta-feira ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que a Corte adote medidas administrativas cabíveis para a “garantia da segurança e da paz no processo eleitoral do ano de 2022”.

O documento foi entregue em reunião com o ministro Alexandre de Moraes , que preside o TSE até o próximo dia 17. A coligação da pré-candidatura de Lula é formada por PT, PSB, PC do B, PV, Rede, PSOL e Solidariedade.

Entre as medidas citadas pelos partidos estão a promoção da soberania do Estado de Direito, em especial para resguardar a integridade de eleitoras, eleitores, colaboradores da Justiça Eleitoral, autoridades públicas, candidatas e candidatos.

As legendas também afirmam que o TSE deve considerar o emprego de medidas como a requisição da força federal necessária “para o cumprimento da lei e para garantir a votação e a apuração, cabendo-lhe adotar quaisquer outras providências que julgar conveniente à execução da legislação eleitoral”.

Leia mais:  Aliados sinalizam que Eduardo Leite deve permanecer no PSDB

Segundo os partidos, “tais medidas, ainda que aparentemente extremas, merecem ser consideradas pelo Tribunal Superior Eleitoral para eventualmente serem colocadas em prática, caso necessário, em decorrência do latente estado de coisas aqui apresentado”.

Nesta terça-feira, um pedido de providências semelhante foi apresentado à Procuradoria-Geral da República (PGR). Os representantes dos partidos também se reuniram com o procurador-geral da República, Augusto Aras. Todas as reuniões ocorrem na esteira do  assassinato do militante petista Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu, no último sábado, por um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Ciro diz que Lula e Bolsonaro não vão debater por “contradição moral”

Publicados

em

Por

Ciro Gomes usou o Twitter para criticar seus adversários
Divulgação

Ciro Gomes usou o Twitter para criticar seus adversários

Nesta sexta-feira (12), Ciro Gomes (PDT) usou seu perfil no Twitter para afirmar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) não vão aos debates por “contradição moral”. O candidato também criticou o modelo econômico dos seus adversários.

“Bolsonaro e Lula não estão aceitando participar dos debates porque ambos não têm como explicar suas próprias contradições – nem a contradição moral da corrupção nem a contradição do mesmo modelo econômico que praticam, que só produz desigualdade”, declarou o presidenciável.

Ciro também acusou os dois primeiros colocados nas pesquisas de intenções de votos de se preocuparem em beneficiar mais os ricos do que os pobres. “Fiquem atentos: os dois candidatos que lideram as pesquisas estão comprometidos com o mesmo modelo econômico, que transformou nosso país numa máquina de transferir renda do povo para 10 mil famílias de barões do sistema financeiro”, publicou. “E com o mesmo modelo de governança política – o mesmo que botou a corrupção no centro da vida pública brasileira”.

Leia mais:  Rede e PSOL apostam em "nomes de peso" para angariar votos; confira

Por fim, ele escreveu: “Minha irmã, meu irmão, não dê o seu voto precioso a quem não aceita sequer ir aos debates para apresentar propostas para o futuro do Brasil. Como disse Einstein, ‘Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes’”.

Leia mais:  Queiroguinha esteve ao menos 30 vezes no Planalto e na Saúde

Ciro Gomes é o terceiro colocado nas pesquisas de intenções de votos, enquanto Lula aparece em primeiro lugar e Bolsonaro ocupa a segunda posição.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana