conecte-se conosco


CIÊNCIA E SAÚDE

Agência americana revoga liberação de emergência da hidroxicloroquina como tratamento para a Covid-19

Publicado em

CIÊNCIA E SAÚDE

FDA (Food and Drug Administration, em inglês), agência que atua como a Anvisa nos Estados Unidos, revogou a permissão de emergência para o tratamento com a hidroxicloroquina contra a Covid-19. O órgão americano disse em documento nesta segunda-feira (15) que “não é mais razoável acreditar que as formulações orais de hidroxicloroquina e de cloroquina podem ser eficazes”.

“Nem é razoável acreditar que os fatores conhecidos e os potenciais benefícios desses produtos superem seus riscos conhecidos e potenciais. Por conseguinte, a FDA revoga o uso emergencial de hidroxicloroquina e cloroquina nos EUA para tratar Covid-19”, disse o documento.

A agência explica que tomou a decisão com base em novas informações e em uma reavaliação dos dados disponíveis no momento da liberação de emergência para pacientes com Covid-19 no país, publicada em 28 de março.

Trecho da carta apresentada pela FDA nesta segunda-feira, 15 de junho, que revoga a liberação da hidroxicloroquina nos EUA — Foto: Reprodução

Trecho da carta apresentada pela FDA nesta segunda-feira, 15 de junho, que revoga a liberação da hidroxicloroquina nos EUA — Foto: Reprodução

A revogação da agência aponta alguns critérios que levaram à suspensão do uso:

Leia mais:  Iturama: Saúde está com uma frota bem equipada!
  • A FDA diz acreditar que as dosagens para hidroxicloroquina não têm um efeito antiviral;
  • Estudos anteriores sobre a diminuição do vírus com o tratamento da hidroxicloroquina e cloroquina não foram consistentemente confirmados, e uma pesquisa recente randomizada disse que não há diferença e eficiência no uso contra o Sars CoV-2;
  • Diretrizes médicas dos EUA não recomendam o tratamento com as substâncias e o NIH (Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos) não defende o uso fora de pesquisas clínicas.

Na data da liberação, a FDA permitiu o tratamento apenas para pacientes com casos graves da Covid-19 e internados em hospitais. O medicamento deveria ser administrado por um profissional de saúde com uma receita médica.

Início da carta apresentada pela FDA nesta segunda-feira, 15 de junho, em inglês — Foto: Reprodução

Início da carta apresentada pela FDA nesta segunda-feira, 15 de junho, em inglês — Foto: Reprodução

 

Por: G1

Comentários Facebook
Propaganda

CIÊNCIA E SAÚDE

Capacitação para agentes de endemias em Carneirinho

Publicados

em

Na manhã de hoje (22), os Agentes de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Carneirinho participaram de uma capacitação de como usar como usar veneno pra matar as larvas em reservatórios e recipientes.

De acordo com o Diretor de Vigilância Sanitária e Epidemiologia, Fábio Souza Ribeiro (Fabio Caixeta), antes o produto utilizado era em pó e agora é em comprimido.

Comentários Facebook
Leia mais:  Ministério da Saúde assina contrato com o Instituto Butantan para a compra de mais 54 milhões de doses da CoronaVac
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana