conecte-se conosco

Entretenimento

Abaixo-assinado contra filme do Porta dos Fundos tem 1,6 milhão de assinaturas

Publicado

source
Porta dos Fundos arrow-options
Divulgação

‘A Primeira Tentação de Cristo’ é motivo de polêmica; fieis pedem para que seja removido do streaming

O abaixo-assinado que pede pela remoção do longa ‘ A Primeira Tentação de Cristo ’ do catálogo da Netflix já tem mais de 1,6 milhão de assinaturas. Organizada pelo cerimonialista Alex Brindejoncy no site Charge.org, a petição também pede para que o grupo Porta dos Fundos seja responsabilizado por blasfêmia.

LEIA MAIS: Ator de ‘O Poderoso Chefão II” morre aos 86 anos

O filme dirigido por Rodrigo Van Der Put sugere que Deus (Antonio Tabet), Maria (Evelyn Casto) e José (Rafael Portugal) formam um triângulo amoroso. Jesus Cristo (Gregório Duvivier) é gay, e retorna de uma viagem de 44 dias pelo deserto com o namorado Orlando (Fábio Porchat).

Protestos

Dom Henrique Soares da Costa, bispo da Diocese de Palmares (PE), fez um post no Facebook criticando a produção. “Eu era assinante da Netflix. Nesta semana, desfiz a minha assinatura”, diz o religioso.

Leia mais:  Com ciúme de Inês, Carlos parte para cima de Alfredo em "Éramos Seis"

“Imaginem um filme debochado e desrespeitoso ao extremo com alguém a quem você ama — com o seu pai, com a sua mãe, com coisas que lhe são muito caras e definem e alicerçam a sua vida… Como reagir?”, finaliza o bispo, que também pede para que os fiéis cancelem a assinatura no serviço de streaming.

LEIA MAIS: Fábio Porchat é acusado de blasfêmia por elogiar Jesus gay

O ator Carlos Vereza também disparou contra a obra. ” Porta dos Fundos , vocês são lamentáveis como viventes (…). Nada de novo no front: fazer paródia de Jesus gay e de esquerda, talvez para sublimar desejos e inclinações mal resolvidas”, disse em rede social.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Mãe de Naya Rivera ajoelha à frente de lago onde a atriz desapareceu

Publicado

por

source
Mãe e irmão de Naya Rivera em frente a lago onde a atriz teria desaparecido
Reprodução/Twitter

Mãe e irmão de Naya Rivera em frente a lago onde a atriz teria desaparecido

A mãe e o irmão da atriz Naya Rivera, que  foi dada como desaparecida após ir a um passeio de barco no condado de Ventura, na Califórnia, foram até o lago onde ela foi vista pela última vez. Imagens mostram que, ao chegar ao local, a mãe se ajoelhou e abriu os braços enquanto o irmão ficou em pé ao lado dela olhando para a água. A confirmação de que os dois são familiares de Rivera foi feita pelo departamento de polícia de Ventura.

Nesta sexta-feira (10), a polícia publicou no Twitter um vídeo no qual mostra como é o procodimento de busca que está sendo feito no lago Piru. Desaparecida há quatro dias, os investigadores dizem que, nesses casos, as buscas para encontrar o corpo pode levar até cinco dias. A  possibilidade de que Rivera está morta já é considerada pelas autoridades.

Leia mais:  Grammy 2020 homenageia Beth Carvalho e João Gilberto em número póstumo

“Aqui está um exemplo da visibilidade subaquática a 30 pés de profundidade no lago Piru”, escreveu o departamento de polícia.

Como a visibilidade no local é bem baixa, os mergulhadores estão usando equipamentos para fazer as buscas pelo tato. Isso significa que a procura pode pode levar vários dias, disse Eric Buschow, porta-voz da polícia.

“Não sabemos se ela será encontrada daqui a cinco minutos ou daqui a cinco dias, por isso ainda continuaremos com esse esforço”, afirmou. “A visibilidade na água é de um a dois pés”, completou Buschow.

Até agora, a principal suspeita é que Rivera se afogou. Como a  atriz estava sozinha com o filho de quatro, o menino foi questionado sobre o que aconteceu. Ele disse que a mãe “pulou na água, mas não voltou”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana