conecte-se conosco


POLÍTICA

63% dos brasileiros não acreditam em melhora do cenário político em 2021

Publicado

source
Palácio do Planalto
Rogério Melo/PR

Palácio do Planalto

Apenas 33,6% dos brasileiros acreditam que o ano de 2021 trará melhora da situação política no país. Os dados são do instituto Paraná pesquisas . De acordo com o levantamento, 46,5% dos entrevistados acreditam que a política brasileira “seguirá a mesma história de sempre” em 2021.

Outros  16,1% dos questionados esperam um ano ainda pior. Somados aos 46,5% que acreditam na manutenção do cenário, o total de entrevistados que não veem perspectiva de melhora é de 62,6%.

A pesquisa ouviu  2.218 eleitores , de 248 municípios, dos dias 18 a 22 de dezembro de 2020. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o grau de confiança do estudo é de 95%.

Entre os pessimistas (aqueles que acreditam em um ano ainda pior em 2021), os percentuais são maiores entre os moradores do Sul do país (19,9%), os que possuem ensino superior completo  (19,5%) e maiores de 60 anos  (19,5%).

Leia mais:  Afastamento de Chico Rodrigues vai ser julgado pelo plenário do STF na quarta

A expectativa de melhora na política brasileira é mais comum entre os homens (35,4%), entre pessoas que estudaram até apenas o ensino médio (35,4%), e os moradores das regiões Centro-Oeste e Norte. (35,5)

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Mourão reage sobre suposto atrito com Bolsonaro: “nunca brigamos, p*rra”

Publicado

por

source
Vice-presidente General Mourão
Agência Brasil

Vice-presidente General Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) negou nesta segunda-feira (1) que tenha se desentendido com  o presidente Jair Bolsonaro. Os dois políticos se encontraram em uma reunião realizada no Palácio do Planalto, em Brasília.

“Nós nunca brigamos, porra”, respondeu Mourão, aos risos, quando questionaod por um jornalista.

Apesar de negar qualquer indisposição com Bolsonaro , o general foi excluído da reunião entre ministros no início de fevereiro, e durante eventos públicos, presidente e vice não apareciam juntos.

O próprio Mourão chegou a dizer que sentia falta de dialogar com o chefe do executivo em entrevista dada no final de janeiro:  

“Não há conversas seguidas entre nós. As conversas são bem esporádicas. Faz falta até para eu entender em determinados momentos o que eu preciso fazer”, disse.

Contudo, pelo menos publicamente, os governistas parecem ter se acertado. “Virou a página”, declarou Mourão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana